"Delinquentes travestidos de policiais atacaram a Alepi", diz Robert

- atualizado

"Hoje foi o dia mais triste da Assembleia Legislativa do Estado, que foi atacada por delinquentes travestidos de policiais. Eu sei que os policiais civis e militares têm o direito de protestar, faz parte da democracia, mas chegar aqui quebrando portas, quebrando vidros, ameaçando deputados, xingando deputados isso é um exemplo de como a nossa polícia precisa ser depurada, de como a nossa polícia vive uma fase ruim. Eu pensei que o pior da polícia fosse a falta de salário, mas hoje eu vive que o pior da polícia é a falta de preparo. Os policiais agiram da mesma forma que os bandidos se comportam nas ruas".

  • Foto: Lucas Dias/GP1Robert Rios Robert Rios

O desabafo foi feito no início da tarde de ontem (21) pelo deputado estadual Robert Rios, logo depois que os deputados puderam se reunir no plenário da Assembleia. Ele denunciou que os policiais estavam de pistolas e revólveres e invadiram a Assembleia e "isto não pode ficar sem apuração".

EXCLUSIVAS

"Comandantes se amotinaram"

  • Foto: Lucas Dias/GP1Fábio AbreuFábio Abreu

O deputado Robert Rios criticou duramente o comandante da Polícia Militar, coronel Carlos Augusto, e o secretário de Segurança Pública, Fábio Abreu: "como é que a Assembleia é atacada e não aparece um comandante aqui, eles estavam amotinados".

Deputados do PT parabenizam Robert

Deputados do PT se levantaram de suas cadeiras no plenário da Assembleia Legislativa para abraçar e parabenizar o deputado Robert Rios pelo duro pronunciamento em que chamou de agressão criminosa a "invasão da Assembleia Legislativa por delinquentes travestidos de policiais".

"Bope chegou duas horas depois"

Robert Rios denunciou que o presidente da Assembleia Legislativa ligou para o comandante da PM pedindo reforços e "o Bope só apareceu aqui em número reduzido duas horas depois".

Petista no movimento

Em meios aos tensos acontecimentos de ontem na Assembleia Legislativa do Estado foram identificados vários petistas, históricos à frente de entidades sindicais.

Fúria contra João de Deus

  • Foto: Marcelo Cardoso/GP1 João de Deus João de Deus

Entre os manifestantes o deputado mais duramente criticado era o líder do Governo, João de Deus, que já foi presidente da entidade mais representativa dos trabalhadores na Educação.

O empenho de Themístocles

  • Foto: Marcelo Cardoso/GP1 Themístocles filhoThemístocles filho

Mais uma vez o deputado Themístocles Filho, presidente da Assembleia Legislativa, foi importante para resolver uma situação de interesse do Governo, colocando a cara para bater.

Vota a favor

Robert Rios disse que estava fazendo tudo para o Governo retirar a PEC, mas como houve "agressões imperdoáveis, com comportamento de delinquentes por parte dos manifestantes, vou votar a favor se for a plenário".

Voltar para a home

Todo conteúdo, imagem e/ou opiniões constantes aqui neste espaço são de responsabilidade civil e penal exclusiva do colunista. O material aqui divulgado não mantém qualquer relação com a opinião editorial do GP1.


Sobre o autor

Bacharel em Direito, Feitosa Costa é jornalista desde 1977 e escreve a Coluna Política & Bastidores. Contato: (86) 98162 1515 / 99987 8114

busca