Gustavo Neiva diz que PSB votou a favor da PEC porque é coerente

- atualizado

Pouco afeito a entrevistas, o deputado estadual Gustavo Neiva, disse ontem (26) no início da tarde, que o PSB (Partido Socialista Brasileiro), presidido no Piauí pelo ex-governador Wilson Martins, "ao contrário do PT", votou a favor da PEC 03/16 proposta pelo governador Wellington Dias que estabelece um teto para os gastos públicos, porque é um partido coerente que apoiou a proposta de Michel Temer e "não teria como deixar de apoiar a do Governo estadual porque é a mesma coisa".

  • Foto: Lucas Dias/GP1Deputado Gustavo NeivaDeputado Gustavo Neiva

A proposta foi aprovada ontem pela Assembleia Legislativa do Estado em segunda votação e hoje será apreciada a redação final já que houve emendas. O PSB tem três deputados: Gustavo Neiva, Wilson Brandão e Rubem Martins. Este último chegou atrasado, mas fez questão de registrar o seu voto a favor fazendo com que o resultado final fosse o seguinte: 24 votos a favor, 5 ausências e uma abstenção.

EXCLUSIVAS

Casal esperto

Vai dar muito o que falar o "papelão" que um casal que se diz rico de Teresina fez durante as comemorações de Natal ao deixar de pagar uma conta de R$ 380,00, num conhecido restaurante de Teresina.

Sorrateiramente

O casal deixou o restaurante sorrateiramente sem pagar a conta aproveitando o "engarrafamento" criado numa área do restaurante com a chegada de cerca de três famílias amigas que haviam escolhido o local para confraternização.

Estratégia

Um garçom informou à coluna que depois do calote foi perceber que até o carro do casal foi estacionado de maneira estratégica, permitindo uma fuga mais rápida.

O que diz o Código Penal?

O Código Penal Brasileiro, em seu artigo 176, diz o seguinte: "tomar refeição em restaurante, alojar-se em hotel ou utilizar-se de meio de transporte sem dispor de recursos para efetuar o pagamento. Pena: detenção de 15 a 60 dias, ou multa. Somente se procede mediante representação da parte lesada e o juiz pode deixar de aplicar a pena”.

É crime

A pena é muito leve, o juiz pode deixar muito bem de aplicá-la, mas dar calote num restaurante, comendo sem pagar e saindo "de mansinho" é crime em qualquer parte do Brasil.

Última hora

A coluna foi informada de última hora que um homem compareceu no final da tarde ontem a um restaurante da zona leste para efetuar o pagamento da despesa realizada nas festividades de Natal e pediu desculpas alegando que havia esquecido a carteira em casa com todos os cartões e ficara com vergonha de dizer a verdade. Depois de pagar, pediu até pelo amor de Deus que o restaurante fosse discreto.

Por que Pessoa se absteve?

  • Foto: Marcelo Cardoso/GP1 Dr Pessoa Dr Pessoa

O deputado estadual Doutor Pessoa votaria contra a PEC de Wellington Dias, mas recebeu a visita do presidente do seu partido, deputado federal Júlio Cesar Lima, que tentou demovê-lo da ideia. Como não conseguiu, ficou acertada a sua abstenção, o que na prática é voto contra.

Enfraquece o movimento

  • Foto: Marcelo Cardoso/GP1 Wellington Dias Wellington Dias

A aprovação da PEC de Wellington Dias enfraquecerá o movimento sindical no Piauí assim como a de Temer tira forças das centrais. Como marcar, por exemplo, manifestação para aumento de salários daqui para frente se os gastos obedecem a um teto?

Voltar para a home

Todo conteúdo, imagem e/ou opiniões constantes aqui neste espaço são de responsabilidade civil e penal exclusiva do colunista. O material aqui divulgado não mantém qualquer relação com a opinião editorial do GP1.


Sobre o autor

Bacharel em Direito, Feitosa Costa é jornalista desde 1977 e escreve a Coluna Política & Bastidores. Contato: (86) 98162 1515 / 99987 8114

busca