Santa Filomena (PI) comemora hoje 145 anos de criação

Imagem: José Bonifácio/GP1PORTAL DA CIDADE: Vista panorâmica do Cais do Rio Parnaíba, em frente à cidade de Alto Parnaíba (MA)(Imagem:José Bonifácio/GP1)PORTAL DE SANTA FILOMENA: Vista panorâmica do Cais do Rio Parnaíba, em frente à cidade de Alto Parnaíba (MA)
Santa Filomena é uma pequena cidade do estado do Piauí. Localiza-se na microrregião do Alto Parnaíba Piauiense, mesorregião do sudoeste piauiense, distante 966 km de Teresina, via Gilbués. O município tem cerca de 6.180 habitantes (IBGE 2009) e 5.285,447 km², com densidade de 1,2 habitante por quilômetro quadrado.

Seu território possui um alto potencial agropecuário, sendo um dos maiores produtores de soja, arroz, milho e algodão do cerrado piauiense. O IDH é de 0,618 (PNUD/2000), com PIB de R$ 38.112 mil (IBGE/2005) e renda per captita nominal anual de R$ 6.058,00 (IBGE/2005).

A cidade é banhada pelo Rio Parnaíba, divisor com o município de Alto Parnaíba (MA). Dispõe de vários balneários naturais, desfrutados mais frequentemente nas férias de julho pelos seus moradores, geralmente por estudantes que moram ou estudam fora.

No mês de agosto são comemorados os Festejos da Padroeira da cidade que tem o mesmo nome, ocasião em que a pacata cidade chega a receber visitantes atrás do concorrido evento religioso.

Em Santa Filomena está localizado o ponto mais ocidental do Piauí, numa curva do Rio Parnaíba, no lugar denominado Apertada Hora, na divisa com o Maranhão.

Imagem: José Bonifácio/GP1CENTRO HISTÓRICO: Avenida Barão de Santa Filomena, Prefeitura Municipal e Câmara de Vereadores(Imagem:José Bonifácio/GP1)CENTRO HISTÓRICO DA CIDADE: Avenida Barão de Santa Filomena, Prefeitura Municipal e Câmara de Vereadores
A narração dos fatos notáveis ocorridos em Santa Filomena começa em 1854, com a criação do Povoado. Dois anos mais tarde, consequentemente em 1856, a povoação foi elevada, sob o aspecto eclesiástico, à categoria de Freguesia e Distrito.

No entanto, há duas versões sobre a origem do município de Santa Filomena. Pereira da Costa, em sua célebre Cronologia Histórica do Piauí, relata o seguinte sobre o assunto: "A vila de Santa Filomena é uma das mais modernas povoações do Piauí, pois a sua origem remonta apenas ao ano de 1854".

Descoberto o lugar em que atualmente está situada a cidade, José Antonio Barreiros de Macedo convidou diversos parentes e a outras pessoas para fazerem uma entrada de reconhecimento no local, que até então era habitado por índios da nação cheréns, e começou a levantar algumas moradias e fundou uma Capela (pequena Igreja).

A outra versão dá conta de que, no fim do Século XVIII e princípios do Século XIX, houve várias incursões ao território do atual município de Santa Filomena, sendo a última feita pelo patriota José Antonio Barreiros de Macedo, que teria transposto a Serra do Riachuelo, vindo até as margens do Rio Taquara, percorrendo outras partes do município, sem, contudo, deixar vestígios de fundação de qualquer estabelecimento pecuário ou de outra natureza.

Imagem: Gilberto Lustosa de MatosClique para ampliarJOSÉ LUSTOSA DA CUNHA, primeiro e único BARÃO DE SANTA fILOMENA (02/07/1827 - 12/04/1901)(Imagem:Gilberto Lustosa de Matos)JOSÉ LUSTOSA DA CUNHA, primeiro e único BARÃO DE SANTA FILOMENA (02/07/1827 - 12/04/1901)
Anos depois, o coronel José Lustosa da Cunha (mais tarde Barão de Santa Filomena), que então residia na Fazenda Contrato, no município de Gilbués, partia dali, já no Século XIX, acompanhado da mulher, parentes e escravos e seguiram o mesmo roteiro de José Antonio Barreiros de Macedo. Fixou residência no local, onde hoje é a sede do município de Santa Filomena, fundando uma pequena aglomeração humana. Com o passar dos meses, outros moradores foram chegando e construindo suas casas, sendo que em pouco tempo já apresentava características de um próspero povoado.

O rico criador de gado, José Lustosa da Cunha, penetrou na região em busca de terras para criatório. Essa expansão era conseqüência dos domínios políticos de sua poderosa e ilustre família. Vislumbrado com o potencial das terras, às margens do majestoso rio Parnaíba, um belo e aprazível lugar, deu início à construção das primeiras casas. De acordo com a tradição, o nome da povoação foi dado pelo próprio Lustosa da Cunha. O povoamento iniciou pela construção da casa-grande, onde hoje residem as Freiras.

Criou-se, então, o Município de Santa Filomena, sob a denominação atual, pela Resolução Provincial nº 586, de 25 de agosto de 1865, assinada pelo governador da Província, Franklin Américo de Meneses Dória (1864-1866).

A comarca de Santa Filomena sofreu várias mudanças, a saber: Extinta em 1892; restaurada em 1893; novamente extinta em 1896; restabelecida em 1914; e, outra vez, extinta em 1922. Em 1925 a Comarca foi restaurada mais uma vez, sendo integrada pelos municípios de Corrente, Gilbués e Parnaguá. Finalmente, pela Lei nº 96, de 21 de junho de 1937, a Comarca de Santa Filomena foi reduzida ao Distrito de igual nome, desanexando as demais situações que perduram até os dias atuais.

Ao completar mais um ano de emancipação, temos a certeza de que o balanço de conquistas deixa um saldo positivo, através do aprendizado constante, utilizado por cada cidadão filomenense, para dar forma à sociedade que todos desejam.

Que Santa Filomena continue bonita no espírito de cada morador, buscando em todo o tempo incrementar seu progresso e desenvolvimento, de maneira democrática e inovadora, educando nossas crianças, dando oportunidade para nossos jovens e qualidade de vida para nossos idosos. Assim, o futuro dessa gente será promissor, haja vista que muitas sementes ainda irão germinar.

Parabéns ao nosso querido município de Santa Filomena, pela passagem do seu 145º aniversário. Parabéns aos munícipes, que sonham e que buscam projetos, aceitando o desafio de fazer o melhor, sempre com muita determinação.

Voltar para a home

Todo conteúdo, imagem e/ou opiniões constantes aqui neste espaço são de responsabilidade civil e penal exclusiva do colunista. O material aqui divulgado não mantém qualquer relação com a opinião editorial do GP1.


Link do texto:

Santa Filomena (PI) comemora hoje 145 anos de criação
http://www.gp1.com.br/colunistas/santa-filomena-pi-comemora-hoje-145-anos-de-criacao-153440.html

© 2007-2016 GP1 - O Primeiro Grande Portal do Piauí. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.

Sobre o autor

Blog do José Bonifácio com notícias sobre da região dos cerrados piauienses

busca

Arquivo