Piauí - Teresina

Acusado de espancar a mãe até a morte é preso em Teresina

De acordo com informações do investigador do 6º DP, Joatan Gonçalves, Paulo Henrique foi capturado por populares, que tentaram linchar o acusado. 

BRUNA DIAS

- atualizado

Uma ação realizada por policiais da Força Tática do 1º Batalhão da Polícia Militar e do 6º Distrito Policial, na tarde desta quinta-feira (13), resultou na prisão de Paulo Henrique Alexandre Silva, conhecido como “Paulo Galinha”, de 49 anos, acusado de espancar a própria mãe até a morte, em Teresina.

O acusado foi capturado no bairro Catarina, na zona sul da Capital. A vítima foi identificada como Antônia Nunes e Silva, de 79 anos. O crime aconteceu na madrugada de hoje, no bairro Monte Castelo, zona sul da Capital. 

  • Foto: Divulgação/PMPaulo HenriquePaulo Henrique

De acordo com informações do investigador do 6º DP, Joatan Gonçalves, Paulo Henrique foi capturado por populares, que tentaram linchar o acusado. “A gente andou a zona sul toda em parceria com a Polícia Militar tentando localizar ele. Deixamos os telefones de contato da polícia para qualquer informação entrarem em contato. Nas primeiras horas da tarde, a população ligou dizendo que estava com ele, que ele tinha entrado em um matagal nas proximidades dessa invasão e minutos depois ligaram novamente dizendo que já estavam com ele. Então a Polícia Militar se deslocou ao local e chegando lá encontrou ele detido pela população e sendo agredido. Se a polícia não chega a tempo, ele tinha sido linchado, tinham matado mesmo”, contou.

  • Foto: Lucas Dias/GP1Joatan GonçalvesJoatan Gonçalves

De acordo com a polícia, Paulo Henrique possui diversas passagens pelo sistema prisional. "Primeira vez que Paulo foi preso, foi por ter sido acusado de homicídio. Depois, por ter quebrado o braço da própria mãe, essa que ele matou. A terceira vez que ele foi preso, foi sob força de novo mandado de prisão, por roubo e furto. Depois que cumprimos esse mandado de prisão, a mãe dele esteve na delegacia pedindo para prendê-lo porque ele estava foragido do sistema prisional e ela tinha medo dele, prendemos e mandamos ele novamente para o sistema prisional, e a quinta vez foi essa, depois dele ter matado a mãe”, relatou Joatan.  


MAIS NA WEB