Piauí

Acusado de sequestrar tesoureira do BB em Teresina ganha liberdade

O juiz Francisco Soares Reis Júnior disse na decisão que entende que a manutenção do preso é mais uma medida antecipada de sua culpa.

THAIS SOUZA

- atualizado

O juiz Francisco Soares Reis Júnior atendeu ao pedido do Ministério Público do Estado do Maranhão e concedeu liberdade provisória ao acusado Leonardo Oliveira da Costa, mais conhecido como “Léo Gordim”. Leonardo é um grande traficante da cidade de Timon, e tem envolvimento no sequestro da tesoureira, Jussandra, do Banco do Brasil e da família dela, em Teresina, no dia 15 de fevereiro desse ano.

  • Foto: DivulgaçãoLéo GordimLéo Gordim

De acordo com a decisão, Leonardo Oliveira e mais quatro homens estão, supostamente, envolvidos em crimes de porte ilegal de armas de fogo de uso permitido e de uso restrito, receptação, lavagem de dinheiro e organização criminosa. O juiz Francisco disse na decisão que entende que a manutenção do preso é mais uma medida antecipada de sua culpa.

Léo Gordim será beneficiado com a liberdade provisória, porém com recolhimento integral domiciliar. Mas usará tornozeleira eletrônica e terá que pagar uma fiança no valor de dois salários mínimos. O juiz ainda ressaltou que o acusado está proibido de cometer novos crimes, proibido de frequentar bares, restaurantes ou casas de eventos. O recolhimento domiciliar será diurno e noturno, inclusive nos finais de semana.

O alvará de soltura será concedido após instalação da tornozeleira eletrônica e for recolhida a fiança do acusado.