Política

Aécio diz que relação com Joesley era ‘estritamente pessoal’

O senador Aécio Neves divulgou nota nesta quarta-feira (17), dizendo estar “absolutamente tranquilo quanto à correção de todos os seus atos”.

NAYRANA MEIRELES

- atualizado

Sobre a relação com o dono do frigorífico JBS, Joesley Batista, o senador afirma ser “estritamente pessoal, sem qualquer envolvimento com o setor público”. De acordo com a Folha, o tucano disse ainda que espera o acesso às informações da delação para “prestar todos os esclarecimentos necessários”.

Aécio foi gravado pedindo R$ 2 milhões a Joesley e que a quantia foi entregue a um primo do tucano, em ação filmada pela Polícia Federal. A gravação tem 30 minutos e foi entregue à Procuradoria-Geral da República (PRG) e vai integrar acordo de delação premiada, que aguarda apenas a homologação do ministro do Supremo, Edson Fachin.

  • Foto: Dida Sampaio/Estadão ConteúdoAécio NevesAécio Neves

O Supremo Tribunal Federal (STF) determinou o afastamento do senador Aécio Neves (PSDB-MG) do mandado de senador e do deputado Rocha Loures (PMSB-PR) do mandado de deputado federal. Na manhã desta quinta-feira (18), a Polícia Federal e o Ministério Público Federal cumprem mandados de buscas e apreensão em imóveis do senador e no gabinete dele no Congresso. Foi expedido ainda um mandado de prisão preventiva contra a irmã dele, a jornalista Andréa Neves, que foi presa em Belo Horizonte.


MAIS NA WEB