Piauí

Agosto registrou mais de 185 mil conexões em pontos de internet

No último mês de agosto, o monitoramento do uso do Piauí Conectado, realizado pela equipe técnica da Agência de Tecnologia da Informação do Piauí – ATI registrou 185.149 conexões.

- atualizado

Os pontos de internet livre instalados no Estado por meio do programa Piauí Conectado têm facilitado a vida de piauienses em municípios como Piripiri, Curralinhos, Guaribas, Guadalupe, no litoral e claro, na capital. Na zona Sul, mais especificamente na Rodoviária Popular de Teresina, um dos 16 locais públicos com a rede de conexão do governo, a permissionária Cipriana da Silva Ramos, usa diariamente a internet para ajudar nas vendas.

  • Foto: Divulgação/AscomDona Cipriana da Silva e a família na Rodoviária PopularDona Cipriana da Silva e a família na Rodoviária Popular

“Trabalho há 22 anos aqui [na rodoviária], vendo passagem e tenho tipo um barzinho com lanchonete que vende refrigerante, água de coco, petisco, só esse básico”, conta. “Meus clientes costumam fazer o procedimento e usam também”, frisou.

No último mês de agosto, o monitoramento do uso do Piauí Conectado, realizado pela equipe técnica da Agência de Tecnologia da Informação do Piauí – ATI registrou 185.149 conexões. Em agosto, Teresina ganhou um novo ponto instalado no Complexo da Ponte Juscelino Kubitschek.

Entre as vantagens com o Piauí Conectado está o fato de que uma vez feito o cadastro do usuário, a pessoa poderá se conectar em qualquer outro ponto com o mesmo login e senha, sem a necessidade de novo cadastro em cada local. Para o cadastro, informações básicas como nome completo, cpf, e-mail, número de celular e uma senha são solicitadas.

Além da internet

O Piauí Conectado é um projeto de Parceria Público-Privada (PPP), que será licitado e contratado pelo estado para a criação de uma rede de dados através de um cinturão de fibra ótica que passará de norte a sul do estado, alcançando 96 municípios, interligando todas as unidades administrativas como escolas, delegacias, hospitais, bibliotecas, outros, melhorando a qualidade da internet usada atualmente nesses espaços de atendimento à população.

Com uma qualidade melhor de conexão será possível ampliar o Ensino à Distância para as cidades mais distantes da capital, monitorar com câmeras de segurança os espaços abertos ao público como praças, analisar exames e envia-los a uma Central de Laudos para que o resultado seja entregue mais rápido que o tempo praticado atualmente, entre outros serviços.

Mais conteúdo sobre:

MAIS NA WEB