Ciência e Tecnologia

Anvisa aprova regras para remédios à base de maconha

É permitido que empresas registrem no país produtos com canabidiol e tetrahidrocannabinol como princípio ativo.

NAYRANA MEIRELES

- atualizado

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) incluiu nesta terça-feira (22), os derivados da Cannabis sativa, a maconha, na lista de substâncias psicotrópicas, vendidas no Brasil com receita do tipo A, específica para entorpecentes.

De acordo com informações daVeja, a norma permite que que empresas registrem no país produtor com canabidiol e tetrahidrocannabinol como princípio ativo, passo necessário para a venda de remédios.

  • Foto: DivulgaçãoPlanta herbácea de clima quente e úmidoPlanta herbácea de clima quente e úmido

A atualização da Portaria nº 344/98 também estabelece que laboratórios registrem os derivados em concentração de no máximo 30 mg de tetrahidrocannabinol por mililitro e 30 mg de canabidiol por mililitro.