Brasil

Anvisa proíbe comercialização de lote de marca de paçoca

A empresa está proibida de distribuir e comercializar os lotes de paçoca. Os produtos que estavam à venda também devem ser recolhidos.

SUYNARA OLIVEIRA

- atualizado

Nesta quarta-feira (17), a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) determinou que oito lotes de paçoca da empresa Dicel sejam interditados. Após auditoria, foi constatado a presença de aflatoxinas acima do permitido para amendoim com casca, descascado, cru ou tostado, pasta de amendoim ou manteiga de amendoim.

Segundo a Anvisa, quando em excesso, a aflatoxina não pode ser consumida por ter substâncias tóxicas e cancerígenas.

  • Foto: iStock/Getty ImagesEm excesso, a aflatoxina, encontrada na paçoca, possui substâncias tóxicas e carcinogênicasEm excesso, a aflatoxina, encontrada na paçoca, possui substâncias tóxicas e carcinogênicas

A empresa está proibida de distribuir e comercializar os lotes de paçoca. Os produtos que estavam à venda também devem ser recolhidos.

De acordo com a Veja, em março, a Anvisa havia interditado o mesmo produto da empresa também por conta da presença de aflatoxinas. A decisão foi publicada na edição de hoje do Diário Oficial da União.

Confira abaixo os lotes interditados.

Lote Data de Validade

0042 17/11/2017

0029 07/12/2017

0040 12/05/2017

0026 23/06/2017

0023 02/06/2017

0027 17/11/2017

0092 02/12/2017

0024 03/06/2017

Mais conteúdo sobre: