Piauí - Teresina

“Arte na Praça e Eu Faço Arte” integra comunidade em Teresina

O evento mobilizou os moradores da Vila Costa Rica para atuarem como voluntários em diversas atividades, tais como oficinas de grafitagem, contação de história para as crianças e corte de cabelo.

- atualizado

A comunidade da Vila Costa Rica recebeu, nessa sexta-feira (10), a primeira edição do Programa “Arte na Praça e Eu Faço Arte”, de iniciativa do Projeto Livres para Viver, coordenado pela Secretaria Municipal de Trabalho, Cidadania e Assistência Social (Semtcas) com apoio da Fundação Cajuína.

Com o objetivo de integrar a população em situação de vulnerabilidade social que faz uso prejudicial de crack e outras drogas com os moradores da região de atuação do Projeto Livres Para Viver, o evento mobilizou os moradores locais para atuarem como voluntários em diversas atividades, tais como oficinas de grafitagem, contação de história para as crianças e corte de cabelo. 

  • Foto: Divulgação/AscomPrograma integra comunidadePrograma integra comunidade

“Esse é o primeiro evento do 'Arte na Praça e Fazendo Arte', mas temos a previsão de realizar mais quatro ações do tipo. O evento é voltado tanto para as pessoas que são atendidas pela Semtcas como os moradores da região Centro/Sul, onde há maior incidência de consumo de drogas registradas na capital”, diz Maíra Veloso, coordenadora técnica do Projeto Livre para Viver.

Na ocasião, músicos formados em um dos cursos ofertados pelo projeto se apresentaram com um repertório que mistura músicas regionais e nacionais. Além de música, o projeto também oferece oficinas na área de geração de trabalho e renda, aluguel social, além de eventos nos espaços públicos voltados para a promoção de arte, esporte, cultura e lazer. 

“É um belo projeto social e fico feliz em ver esse trabalho acontecendo. O projeto Livre para Viver é uma iniciativa que encanta, que envolve pessoas em situação de rua, mas envolve um olhar de esperança. E é isso que nos motiva a trabalhar cada vez mais. Portanto, agradeço toda a equipe da secretaria que se empenha nesse belo trabalho”, diz o secretário da Semtcas, Samuel Silveira. 

A iniciativa também recebeu a visita de representantes da Secretaria Nacional de Álcool e Drogas executado pela Fundação Cajuína (SENAD), que financia o projeto Livres para Viver, e da Fundação Fio Cruz, que estiveram em Teresina para conhecer os projetos desenvolvidos pela Semtcas.??

Mais conteúdo sobre: