Piauí

Artesanato de Teresina será destaque em feira nacional

Na última quarta-feira (28), foi realizada uma reunião entra a pasta e os artesãos para alinhar os últimos detalhes sobre o evento.

Os artesãos teresinenses já estão se preparando para participar de mais uma edição da Feira Nacional de Negócios e Artesanato (Fenearte). Isso porque a Prefeitura de Teresina, através da Secretaria Municipal de Economia Solidária (Semest), garantiu o espaço para o artesanato da capital no evento.

A Fenearte acontecerá de 06 a 16 de julho, no Centro de Convenções de Pernambuco, e é considerada a maior feira de artesanato da América Latina, que esse ano está na sua 18ª edição. Na última quarta-feira (28), foi realizada uma reunião entra a pasta e os artesãos para alinhar os últimos detalhes sobre o evento.

  • Foto: Divulgação/AscomArtesanato em TeresinaArtesanato em Teresina

“Estamos aqui para apoiar os grupos que produzem o artesanato de Teresina. A Fenearte já é tradição e, por isso, a Prefeitura e a Secretaria dão a oportunidade para quem deseja expor e comercializar seus produtos nesse grandioso evento. Nosso objetivo é ajudar para que eles consigam aumentar sua renda. Isso contribui para a motivação e estimula a continuidade desse belo trabalho que realizam”, destaca o secretário municipal de Economia Solidária, Ricardo Bandeira.

Teresina será representada no evento com produtos dos segmentos de bordados, biojoias, bonecas de tecido e arte santeira. Além do espaço no evento, a Semest também garante o acompanhamento técnico durante os dez dias de feira.

Marília Sousa faz parte do grupo Brincando de Bonecas. Ela vai participar do evento pela primeira vez e conta que a expectativa é de fazer boas vendas. A artesã garante que quem passar pelo stand de Teresina vai poder conferir bonecas de tecido de vários tipos e tamanhos.

“Minha expectativa é que a gente possa ir contentes e voltar ainda mais felizes com os resultados das vendas. Esse apoio da Prefeitura e da Semest é muito importante, pois é uma oportunidade para crescermos”, afirma Marília.

Mais conteúdo sobre: