Piauí - Teresina

Ato ‘Grito dos Excluídos’ reúne movimentos sociais em Teresina

Participaram da manifestação pastorais sociais da Igreja Católica, movimentos sociais e sindicais de Teresina.

NAYRANA MEIRELES E THAIS GUIMARÃES

- atualizado

Movimentos sociais fazem ato por liberdade e democracia

Movimentos sociais realizaram na manhã desta quinta-feira (07), em contraste as comemorações do 07 de setembro, a manifestação popular “Grito dos Excluídos”, que aconteceu na Avenida Marechal Castelo Branco, zona leste de Teresina e reuniu dezenas de pessoas.

Segundo a irmã Lúcia, uma das organizadoras do evento, o ato tem o objetivo de refletir sobre o que é essa independência, os seus direitos, sobre o sistema em que vivemos. “É uma grande hipocrisia desfilarmos em meio a uma situação caótica vivida pelo Brasil. Essa crise é empurrada pelo sistema capitalista neoliberal excludente e nós nesse ato estamos dando o verdadeiro grito do povo brasileiro. O grito por liberdade e democracia. O grito pelos direitos conquistados há tantos anos e que agora estão sendo negados”, afirmou.

A irmã Lúcia, que também faz parte da pastoral da Terra, da Igreja Católica disse ainda que é importante a unificação dos movimentos sociais para lutar pela democracia. “Aqui estão unidos diversos movimentos sociais dentro e fora da igreja, que organizados e articulados, fazem esse ato lutando pela democracia”, completou.

Participaram do ato diversas pastorais sociais da Igreja Católica, movimentos sociais e sindicais. A manifestação popular acontece em diversas cidade do país.

Mais conteúdo sobre:

MAIS NA WEB