Piauí - Picos

Bancada feminina mantém duas cadeiras na Câmara de Picos

Num universo de quinze cadeiras em Picos foram eleitas vereadoras Valdívia Santos (PRP) e Dalva Mocó (PTB).

JOSÉ MARIA BARROS

A Câmara Municipal de Picos mantém a partir de 1º de janeiro de 2017 uma bancada feminina com duas representantes. Nas eleições do último domingo, 2, a vereadora Valdívia Santos Martins Silva (PRP) foi reeleita e a suplente Francisca Celestina de Sousa, a Dalva Mocó (PTB) foi eleita pela primeira vez.

A vereadora Valdívia Santos (PRP) concorreu à reeleição pela coligação “Cuidando da nossa gente”, formada pelos partidos do PP, PMB, PRP, Rede, PHS e PR. Foi reeleita com 1.236 votos, equivalente a 2,89% dos votos válidos. Para prefeito apoiou o candidato Gil Paraibano (PP), que acabou derrotado.

  • Foto: José Maria Barros/GP1Valdívia Santos (PRP) foi reeleitaValdívia Santos (PRP) foi reeleita

A suplente Francisca Celestina de Sousa, a Dalva Mocó (PTB), conseguiu nas eleições do último domingo, 2 de outubro, 1.486 votos, percentual de 3,48% dos votos válidos. Foi eleita vereadora com a segunda mais bem votada entre os 121 concorrentes. Para a Prefeitura poiou o candidato reeleito, Padre José Walmir de Lima (PT).

  • Foto: José Maria Barros/GP1 Dalva Mocó (PTB) foi eleita com a segunda maior votaçãoDalva Mocó (PTB) foi eleita com a segunda maior votação

A vereadora Fátima Sá (Rede) disputou à reeleição pela coligação “Cuidando da nossa gente”, composta pelos partidos do PP, PMB, Rede, PHS e PR. Obteve 924 votos (2,16%) e não conseguiu renovar o mandato. Porém, como Dalva Mocó foi eleita, a bancada feminina manteve duas cadeiras.

Crescimento

Em relação às eleições de 2012, Tanto Valdívia Santos (PRP), como Dalva Mocó (PTB) tiveram um crescimento efetivo nas urnas. No pleito anterior ao de domingo, a vereadora Valdivia Santos, na época filiada ao PSB; obteve 889 votos (2,25%) e ficou na primeira suplência da coligação “Juntos faremos muito mais”. Com a morte do vereador Titico Barbosa e a (PP) assumiu o mandato.

Nas eleições de 2012 Dalva Mocó, que era filiada ao PSB, conseguiu 806 votos (2,04%) e ficou na segunda suplência da coligação “Juntos faremos muito mais”. Com a morte do vereador Titico Barbosa (PP) e a posse da primeira suplente Valdívia Santos, passou a ser a primeira suplente e assumiu o mandato por mais de um ano.

No pleito do último domingo, 2 de outubro, Valdívia Santos pulou de 889 votos para 1.236 (2.89%). Já Dalva Mocó saiu de 806 votos para 1.486 (3.48%), sendo a segunda mais bem votada.


Link do texto:

Bancada feminina mantém duas cadeiras na Câmara de Picos
http://www.gp1.com.br/noticias/bancada-feminina-mantem-duas-cadeiras-na-camara-de-picos-402416.html

© 2007-2016 GP1 - O Primeiro Grande Portal do Piauí. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.