Piauí

Bancários do Piauí podem paralisar todos os serviços em Dia D

A greve, que teve início em 06 de setembro, já dura 29 dias em todo o país.

BRUNNO SUÊNIO
DO GP1

- atualizado
  • Foto: Brunno Suênio/GP1Arimateia PassosArimateia Passos

O presidente do Sindicato dos Bancários do Piauí (SEEBF-PI), Arimateia Passos, afirmou em entrevista ao GP1, na manhã desta terça-feira (04), que a categoria deve parar todos os serviços que estão sendo realizados de forma reduzida com a greve, que se iniciou em 06 de setembro e já dura 29 dias.

De acordo com Arimateia Passos, houve uma assembleia nessa segunda-feira (03), que teve como objetivo aumentar o efetivo do movimento em todo o país. “Nós apresentamos uma proposta e até agora não foi oferecida uma contraproposta que fosse possível discutirmos. Nós vamos fazer um esforço para paralisar tudo, não há outra forma, vamos fazer o Dia D para paralisar tudo”, ressaltou o presidente.

O movimento teve início após rejeição da proposta de reajuste da Federação Nacional dos Bancos (Fenaban), equivalente a 6,5% no salário, nos auxílios refeição, alimentação, creche e abono de R$ 3 mil. A proposta dos bancários gira em torno de um reajuste de 14.78% sendo que 9,78% corresponde à inflação e 5% ao ganho real.

Na última tentativa da Fenaban foi oferecido à categoria um percentual de 7% no salário, além de outros pontos como o abono de R$ 3,3 mil, que não passou pela aprovação dos bancários.

Mais conteúdo sobre:

Link do texto:

Bancários do Piauí podem paralisar todos os serviços em Dia D
http://www.gp1.com.br/noticias/bancarios-do-piaui-podem-paralisar-todos-os-servicos-em-dia-d-402266.html

© 2007-2016 GP1 - O Primeiro Grande Portal do Piauí. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.