Brasil

Barroso autoriza PF a analisar documentos sobre Michel Temer

Ministro do STF havia intimado Polícia Federal a listar questões que vão compor interrogatório de Temer, mas corporação pediu acesso a mais informações antes de formular questionamentos.

NAYRANA MEIRELES

- atualizado

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Luís Roberto Barroso autorizou a Polícia Federal a analisar novos documentos relacionados à investigação sobre o presidente Michel Temer antes de formular as perguntas para o depoimento dele.

Temer é alvo de um inquérito que investiga a edição de um decreto sobre o setor de portos que supostamente teria beneficiado uma empresa privada. No fim de outubro, Barroso intimou a PF a listar as questões que vão compor o interrogatório. A corporação, no entanto, pediu para acessar mais informações, inclusive algumas requeridas por Barroso na investigação.

  • Foto: Demétrius Abrahão/Fotoarena/Estadão ConteúdoMinistro Luís Roberto BarrosoMinistro Luís Roberto Barroso

De acordo com informações doG1, também são alvos das investigações o ex-deputado Rodrigo Rocha Loures, Antônio Celso Grecco e Ricardo Conrado Mesquita, executivos da Rodrimar, que atua no porto de Santos (SP). A suspeita é de que Temer recebeu propina para editar neste ano um decreto que teria beneficiado a empresa.

Para aprofundar as investigações, Barroso autorizou:

-A obtenção de registros de doações eleitorais da empresa Rodrimar para Temer e para o PMDB nas últimas eleições;

-Registros de entrada no Palácio do Planalto de executivos da firma investigados;

-Documentos que mostram o processo de aprovação do decreto dentro do governo.

MAIS NA WEB