Enviar por e-mail

Enviar notícia por e-mail
Exemplo: nome@example.com. Para enviar para mais de uma pessoa, separe os endereços por vírgulas
Informe o seu nome
Informe o seu endereço de e-mail
Os comentários serão incluídos na mensagem

Comunicar erros

Comunicar erro na notícia
Informe o seu nome
Informe o seu endereço de e-mail
Descreva o que há de errado com esta notícia
09/04/2009 - 17h09
Saúde em foco

Brócolis pode combater bactéria comum do estômago que causa gastrite e câncer

Prevenção também está ligada a controle da obesidade e do tabagismo.

do GP1

Os brotos do brócolis podem combater uma bactéria comum do estômago, que pode levar a gastrite e câncer gástrico. Uma pesquisa realizada no Japão e publicada na revista "Cancer Prevention Research" demonstra que a ingestão diária de brotos de brócolis melhora a gastrite.

O efeito protetor do brócolis foi inicialmente constatado em ratos de laboratório e pela primeira vez foi testado em humanos. Os brotos do vegetal verde-escuro contêm uma substância chamada sulforafano, que possui capacidade antibiótica e age sobre a bactéria que vive no estômago de quem sofre de gastrite. A Helicobacter pylori está relacionada não só com a gastrite mas também com o câncer do estômago. As taxas de ocorrência do tumor maligno do estômago vem crescendo no mundo todo.

Para comprovar o benefício do consumo do broto de brócolis os pesquisadores acompanharam os pacientes com testes que medem a presença da bactéria. Foram utilizados a medida da uréia na respiração e fatores inflamatórios e imunológicos no sangue e nas fezes. Os pacientes receberam uma porção de cerca de 100 gramas de brotos de brócolis por dia ou a mesma quantidade de brotos de alfafa, por pelo menos oito semanas.

A diferença principal está no fato de que os brotos de alfafa não contêm sulforafano. Os participantes no grupo do brócolis apresentaram uma redução significativa na presença de Helicobacter pylori comprovada nos testes de sangue e respiratório. Apesar de o estudo mostrar a diminuição da infecção do estômago pela bactéria, a prevenção do câncer gástrico passa pelo controle de outros fatores de risco, entre eles o consumo de carnes defumadas em excesso, o tabagismo e a obesidade.

Fonte: G1

Keywords: brócolis, cancer, estômago, combater bactéria, gastrite


Saiba mais sobre Ciência e Saúde

Leia também

Avalie:
Média de avaliações:
3 votos
Comente esta reportagem
Comentário
Escreva aqui seu comentário
De onde você é?
Escolha um Estado
Escolha sua Cidade
Quem é você?
Informe o seu Nome
Informe o seu E-mail!

Comentários (4)

  • Elaila alves gomes, Rio Verde-GO disse:
    Deixado em 04/12/2012 às 13h35

    Que Deus nos abençoe e q através deste alimento seremos curados desta bactérias !!!!!!!!!!!glria a Deus !!!!!!!!!

  • luzia sousa ferrira maciel, Palmas-TO disse:
    Deixado em 28/06/2012 às 08h57

    gostei muito mim ensinou a cuida da minha saude

  • Leone Machain Silva, Uberaba-MG disse:
    Deixado em 22/03/2012 às 20h26

    Achei muito interessante esta reportagem. Na minha casa, eu, meu filho mais velho e minha filha temos problemas de gastrite e azia, principalmente eu e minha filha. No caso da minha filha, ela tem apresentado um sintoma de ficar arranhando a garganta, tipo como se tivesse um pigarro. Em função disso já a levei em dois especialistas, sendo: otorrino e o outro pneumologista que não conseguiram diagnosticar o porque desse sintoma. Voces saberiam me dizer se a presença da bacteria helycobacter pylori pode causar esse desconforto.Qual seria o profissional mais indicado para eu procurar?

  • selma regina cruz, São Gonçalo-RJ disse:
    Deixado em 24/01/2011 às 21h12

    estou com h pylare e estou tratando com os medicamento claritomicina e amoxilina mais esta me dando muitas reaçoes como vomito diarreia gosto muito amargo na boca assaliva esta espuma e miutas dores de cabeça . na andoscopia acusou gastrite cronica e o h pylore estou passando muito mal ainda nao parei com os remedios tenho que toma durante 7 dias e depois tenha que repeti o esame

Publicidade

tempo real


Publicidade