Piauí - Picos

Câmara Municipal de Picos zera pauta e entra em recesso

Os quinze vereadores que compõem à Câmara Municipal de Picos retomam os trabalhos no parlamento no dia 3 de agosto.

JOSÉ MARIA BARROS

- atualizado

Seguindo o que determina a Lei Orgânica do Município, a Câmara de Vereadores de Picos realizou na última quinta-feira, 13, a última sessão ordinária do primeiro semestre. Os parlamentares retornam aos trabalhos legislativos no próximo dia 3 de agosto.

  • Foto: José Maria Barros/GP1Vereadores de Picos durante última sessão do semestreVereadores de Picos durante última sessão do semestre

Por iniciativa da mesa diretora da Câmara Municipal de Picos, presidida por Hugo Victor Saunders Martins (PMDB) e com apoio dos demais vereadores, na última quinta-feira, 13, além da sessão ordinária, foi realizada em seguida uma sessão extraordinária. O objetivo era zerar a pauta para que os parlamentares pudessem entrar de recesso.

  • Foto: José Maria Barros/GP1Hugo Victor destaca trabalho dos vereadoresHugo Victor destaca trabalho dos vereadores

De acordo com a Lei Orgânica do Município, o período de recesso na Câmara de Vereadores de Picos vai de 17 a 31 de julho e de 22 de dezembro a 1º de janeiro.

  • Foto: José Maria Barros/GP1Presidente da Câmara faz balanço positivo do primeiro semestrePresidente da Câmara faz balanço positivo do primeiro semestre

Na última sessão do semestre, vários projetos de lei e requerimentos foram aprovados. Dentre os projetos está um de autoria do prefeito Padre José Walmir de Lima (PT), que autoriza o Executivo a conceder reajuste salarial aos médicos, enfermeiros e dentistas, servidores públicos vinculados à Secretaria de Saúde.

Avaliação

O presidente da Câmara Municipal de Picos, Hugo Victor (PMDB), fez um balanço positivo dos trabalhos do primeiro semestre. “Tivemos divergências, discussões importantes, mas, sempre priorizando a população picoense, sempre pensando no melhor para nossa cidade. Sabemos que cada um tem seu ponto de vista, porém, ao final do debate sempre temos que priorizar o povo” – ressaltou.

Hugo Victor enfatizou ainda que foi um primeiro semestre de uma legislatura com vários vereadores novatos, que ingressaram pela primeira vez na Câmara, o que deu um dinamismo e uma empolgação para os mais antigos e contribuíram para que a Casa pudesse apresentar um bom trabalho.

MAIS NA WEB