Política

Câmara retira de PEC possibilidade de partidos se unirem

Depois de aprovada a redação final, proposta seguirá para o Senado.

NAYRANA MEIRELES

- atualizado

A Câmara dos Deputados derrubou nesta quarta-feira (27), a possibilidade de partidos com afinidade ideológica se unirem em federações. A medida era a saída para substituir, em parte, as coligações, que serão extintas a partir de 2020.

De acordo com informações do G1, com a aprovação da mudança, os deputados concluíram a análise em segundo turno dos destaques ao texto-base da Proposta de Emenda à Constituição (PEC), apreciado na semana passada, que cria uma cláusula de desempenho para as legendas terem acesso ao fundo partidário.

  • Foto: Wilton Junior/Estadão ConteúdoCâmara dos DeputadosCâmara dos Deputados

No entanto, a redação final do texto deve ser aprovada pelo plenário em votação que deve ocorrer nesta quinta-feira (28). Segundo a relatora, deputada Shéridan (PSDB-RO), a aprovação da redação final é uma “mera formalidade”. Somente depois disso é que a matéria deve seguir para a votação no Senado.

Na prática, o fim das federações deverá prejudicar partidos pequenos que contam com as alianças com outras legendas para somar o tempo de rádio e TV e para garantir cadeiras na Câmara e nas Assembleias.

Mais conteúdo sobre: