Piauí - Miguel Alves

Candidato Claudio Vaz e empresário são presos com 8 mil reais

Os dois presos foram conduzidos para a Delegacia da Polícia Civil (DPC) de Miguel Alves.

PRISCILA CALDAS

- atualizado

O candidato a vereador, Claudio Vaz de Sousa (PSD), e um empresário, identificado por José Carlos Silva Melo foram presos, na noite desta sexta-feira (30 de setembro), com 8.850 reais e também com panfletos de campanha, na zona rural de Miguel Alves, no Norte do Piauí.

Segundo o chefe da Gerência de Policiamento do Interior (GPI), Willame Moraes, tanto o candidato, como o empresário foram conduzidos para a Delegacia da Polícia Civil (DPC) de Miguel Alves.

“A prisão deles aconteceu após a promotora receber informações que eles estavam comprando votos, na região rural da cidade. Como as Polícias Militar e Civil intensificaram as fiscalizações, para evitar esses crimes, os policiais saíram à procura do veículo, onde os dois estavam, e nele foram encontrados o dinheiro e vários materiais de propaganda eleitoral”, afirmou o delegado Willame Moraes ao GP1.

  • Foto: Lucas Dias/GP1Delegado Willame MoraesDelegado Willame Moraes

O candidato e o empresário foram conduzidos para a Delegacia da Polícia Civil (DPC) de Miguel Alves, e eles devem responder pelo crime de captação ilícita de sufrágio (boca de urna).

Mais conteúdo sobre: