Piauí

Candidato comemora classificação no concurso da PM do Piauí

Ele comemorou ao descobrir que está entre os classificados no concurso para atuar na cidade de Floriano.

BÁRBARA RODRIGUES E BRUNNO SUÊNIO

- atualizado

Francisco José Leocadio dos Anjos, de 27 anos, esteve no Núcleo de Concursos e Promoções de Eventos (Nucepe) da Universidade Estadual do Piauí (Uespi) na manhã dessa terça-feira (25), para acompanhar a divulgação do resultado da prova objetiva do concurso da Polícia Militar do Piauí.

Ele comemorou ao descobrir que está entre os classificados no concurso para atuar na cidade de Floriano e explicou que trabalhou no Exército e tinha o desejo de voltar a atuar na vida militar. “Fui militar durante oito anos no Exército, saí em 2016 e sempre gostei dessa vida militar e esperava voltar para ela o mais rápido possível. Passei um ano fora dessa carreira por falta de concurso. Tenho 27 anos e essa era a minha última oportunidade no Piauí. Comecei a estudar de verdade desde o edital. Foram quatro meses estudando de noite e de madrugada, sempre recebendo o apoio da esposa e agora deu certo”, afirmou ao GP1.

  • Foto: Lucas Dias/GP1Francisco dos AnjosFrancisco dos Anjos

O candidato explicou que o fato da primeira ter sido anulada, acabou lhe dando mais vontade de estudar. “A princípio não tinha muita expectativas [com o concurso], mas comecei a estudar a através de preparatórios online, não fiz nenhum presencial, sempre que tinha alguma revisão ou algum aulão eu participava. Então fui fazendo isso. Com a anulação da primeira prova, deu um desânimo, mas sabia que isso iria acontecer com outras pessoas, então criei mais força para estudar mais e mais. Fui tranquilo e consciente esperando bons resultados”, disse o candidato.

Próxima etapa

O presidente do Nucepe, Pedro Soares, explicou que a próxima fase é a realização de exames médicos e alertou que os candidatos precisam fazer eles o mais rápido possível, já que do dia 8 a 14 de setembro acontece a entrega.

“A próxima etapa é de exames de saúde, os candidatos devem cuidar para realizarem logo os exames de saúde, pois alguns demoram a serem feitos, como o toxicológico que é feito fora do estado, e quem não entregar no prazo, de 8 a 14 de agosto, ficará de fora. Nesse concurso são 400 vagas e na lista temos 480, onde temos 80 classificados, exatamente porque alguns acabam ficando nessas etapas”, explicou.

  • Foto: Lucas Dias/GP1Pedro SoaresPedro Soares

Mais conteúdo sobre: