Piauí - Teresina

Capitão do Exército é detido após confusão em bar em Teresina

Segundo informações repassadas por um funcionário do estabelecimento, que não quis se identificar, o oficial teria se recusado a pagar a conta no valor de R$ 53,00.

RAFAEL GALVÃO

- atualizado

Um homem identificado como José Pedro Gama Avelar, capitão da reserva do Exército, foi detido na noite deste domingo (11) acusado de provocar tumulto em um restaurante no bairro Marquês, zona norte de Teresina.

Segundo informações repassadas por um funcionário do estabelecimento, que não quis se identificar, o oficial teria se recusado a pagar a conta do restaurante no valor de R$ 53,00. “Ele se negou a pagar a conta, começou agredindo a esposa do proprietário, depois os garçons e ainda os policiais que vieram realizar a ocorrência”, contou o funcionário.

  • Foto: DivulgaçãoAcusado de não pagar conta sendo atendido no HUTAcusado de não pagar conta sendo atendido no HUT

Ainda de acordo com o funcionário, no momento da abordagem, José teria batido a cabeça na parede para simular uma agressão. “Ele estava muito descontrolado, bateu diversas vezes a cabeça contra a parede para dizer que os PMs estavam o agredindo”, acrescentou.

No vídeo gravado por um PM, é possível ver o capitão com o rosto ensanguentado, acompanhado por policiais enquanto um médico se aproxima dele. Ele diz a todo momento que está sendo agredido.

O suspeito foi levado para o Hospital de Urgência de Teresina (HUT) e após ser atendido foi conduzido para a Central de Flagrantes, onde foi registrado Termo Circunstânciado de Ocorrência (TCO) contra o capitão pelas agressões. Em seguida, José foi levado para o comando da guarnição do Exército, no 2º Batalhão de Engenharia e Construção (2º BEC).

A assessoria de comunicação do 2º BEC informou que será instaurada uma sindicância, onde serão apurados todos os fatos. O capitão poderá sofrer desde de regramento disciplinar até ser expulso do Exército.

Assista aos vídeos!

Mais conteúdo sobre:

MAIS NA WEB