Mundo

Carrie Lam toma posse e é a 1ª mulher a governar Hong Kong

A posse, que contou com a presença do presidente chinês, Xi Jinping, aconteceu em um dia marcado por protestos a favor de mais democracia na ilha.

SUYNARA OLIVEIRA

- atualizado

Neste sábado (01), Carrrie Lam, de 60 anos, tomou posse como chefe do governo regional de Hong Kong e se tornou a primeira mulher (e a quinta pessoa) a exercer o cargo. A posse, que contou com a presença do presidente chinês, Xi Jinping, aconteceu em um dia marcado por protestos a favor de mais democracia na ilha.

Essa foi a primeira vista de Xi Jinping ao território como presidente chinês. Hong Kong faz parte da China, mas é uma região administrativa especial, com um sistema político e econômico diferente do resto do país. Foi uma exigência da Grã-Bretanha, quando devolveu o território à China, após 150 anos de ocupação.

  • Foto: Billy H.C. Kwok/Pool Photo via APCarrie Lam com o presidente chinÊs, Xi JinpingCarrie Lam com o presidente chinÊs, Xi Jinping

De acordo com o G1, muitos habitantes estão insatisfeitos com a crescente interferência política e social de Pequim. Há uma crescente divisão política e social na ilha e um aumento do descontentamento dos jovens pelo alto custo de vida e pela falta de uma democracia autêntica.

Lam pediu "unidade" e se mostrou disposta a fazer medidas onde os jovens possam participar "mais" na tomada de decisões nesta região administrativa especial da China, onde a democracia e as liberdades têm limites. Lam vai governar Hong Kong por cinco anos.

Durante a posse, uma tentativa de protesto por parte de pequenos partidos políticos, que pedem uma democracia completa, foi impedida por grupos civis pró-China e depois por policiais. As forças de segurança retiveram durante várias horas alguns dos manifestantes, entre eles o secretário do Partido Demosisto, Joshua Wong.

Mais conteúdo sobre:

MAIS NA WEB