Brasil

Chefe do Iphan pede apoio contra interferência política no órgão

Kática Bogéa disse em reunião com o presidente da OAB, que não recebeu pressão do ministro Geddel Vieira Lima.

NAYRANA MEIRELES

  • Foto: Divulgação Kátia BogéaKátia Bogéa

A presidente nacional do Iphan, Kátia Bogéa, pediu ao presidente da OAB, Claudio Lamachia, que a ajude a se precaver de interferências políticas no órgão. O encontro ocorreu quatro dias depois da polêmica envolvendo o ex-ministro Marcelo Calero e o colega Geddel Vieira Lima.

O ex-ministro da Cultura denunciou Geddel, afirmando ter sofrido pressões para que o Iphan liberasse a construção de um prédio na Bahia, onde ele comprou um apartamento e ao mesmo tempo que o Planalto já havia divulgado que o novo chefe dela seria o deputado Roberto Freire.

De acordo com o Estadão, no encontro, Kátia disse que não recebeu nenhuma pressão direta de Geddel, mas contou que Calero já relatou a ela episódios neste sentido. O presidente da OAB garantiu que “estará absolutamente atento” a eventuais interferências políticas no órgão. “O Iphan tem de estar completamente resguardado de qualquer tipo de pressão política.”

Mais conteúdo sobre:

MAIS NA WEB