Piauí - Flores do Piauí

Cigano é assassinado em troca de tiros com policiais no Piauí

O cigano morreu ainda na sua residência e o policial Júlio César foi alvejado com três tiros.

BÁRBARA RODRIGUES

- atualizado

Dois policiais militares do Pernambuco foram presos na noite de quarta-feira (14) acusados do assassinato do cigano Jardel Pereira da Silva, mais conhecido como Casé na cidade de Flores do Piauí.

Segundo informações da Polícia Militar, os dois policiais foram identificados como Júlio César da Silva Santos, 35 anos, e Rafael Ferreira dos Santos. Os dois foram para a cidade de Flores do Piauí, contratados por uma pessoa não identificada, para realizarem uma cobrança relacionada à venda de um veículo ao cigano Casé.

  • Foto: Divulgação/PM-PIO cigano Casé e as armas apreendidasO cigano Casé e as armas apreendidas

Na residência do cigano houve uma discussão entre Casé e os policiais que acabou terminando em uma troca de tiros. O cigano morreu ainda na sua residência e o policial Júlio César foi alvejado com três tiros. Os dois policiais ainda fugiram do local do crime, mas foram presos pela Força Tática na cidade de Canto do Buriti, após a realização de uma barreira policial. Com eles foram apreendidas duas pistolas com carga da Polícia Militar de Pernambuco.

Após a prisão, o policial Júlio César foi encaminhado para o Hospital Tibério Nunes de Floriano, onde passou por cirurgia e está internado. Já o policial Rafael não saiu ferido na troca de tiros e foi autuado em flagrante e no momento está em uma cela da Delegacia Regional de Polícia Civil em Floriano, mas será a Delegacia Regional de Itaueira que irá cuidar do caso. O corpo de Casé está sendo velado na cidade de Barão de Grajaú.

Mais conteúdo sobre:

MAIS NA WEB