Piauí - Teresina

Ciro diz que Margarete não manifestou desejo de deixar o PP

“Acho muito difícil [ela deixar o PP]. A Margarete tem uma história, acho que foi o único partido que ela esteve a vida inteira foi no PP", disse o senador.

GERMANA CHAVES

- atualizado

O presidente nacional do PP, o senador Ciro Nogueira Filho, assegurou ao GP1 nesta quarta-feira (27), que a vice-governadora Margarete Coelho não chegou a manifestar a ele o desejo de deixar o Partido Progressista para se filiar ao PT. O senador lembrou que ela tem uma história política construída dentro da legenda, mas ponderou que uma posição concreta só poderia ser dada por sua correligionária.

  • Foto: Lucas Dias/GP1Ciro NogueiraCiro Nogueira

“Acho muito difícil [ela deixar o PP]. A Margarete tem uma história, acho que foi o único partido que ela esteve a vida inteira foi no PP. Ela nunca manifestou nenhum desejo dessa forma. Mas, tem que ser perguntado isso a ela, pra mim, acho quase impossível isso acontecer. Quem pode responder com mais propriedade é ela”, colocou o senador.

O PT é o partido do atual governador do Piauí, Wellington Dias, de quem Margarete é vice. Ela possui bom trânsito e é bem avaliada pelos correligionários petistas, até mesmo por aqueles que possuem uma postura mais açodada contra as siglas que apoiaram o impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff (PT).

MAIS NA WEB