Mundo

Confira o que é proibido na Coreia do Norte

No país mais fechado do mundo, não se pode usar calça jeans, celebrar o Natal ou conversar com estrangeiros.

NAYRANA MEIRELES

- atualizado

A rotina da população norte-coreana inclui adoração aos líderes, que devem ser reverenciados diversas vezes ao dia e sempre que se passar em frente a uma das imagens da Fam´ília Kim, que governa o país.

De acordo com levantamento da Veja, a Coreia do Norte não permite qualquer questionamento político, que é visto como traição e punido com a morte. Para assegurar o controle do povo, a Coreia do Norte filtra todas as informações do exterior e restringe ao máximo as interações entre locais e estrangeiros.

Antigamente, as mulheres eram proibidas de andar de bicicleta em Pyongyang, mas desde que Kim Jong-un assumiu o poder, isso passou a ser permitido. As demonstrações de afeto em público também não eram permitidas e hoje já é possível ver casais que andam de mãos dadas na capital.

  • Foto: KCNA via KNS/AFPKim Jong-UnKim Jong-Un

O excesso de proibições e o pesado controle estatal nos âmbitos da vida privada e profissionais das pessoas, no entanto, ainda são regra no país. Veja quinze coisas proibidas na Coreia do Norte:

1.Roupas justas ou decotadas:o código de vestimenta do país é conservador tanto para homens como mulheres. Eles devem usar roupas recatadas. Mostras o umbigo em público pode levar à prisão.

2.Biquíni:nas piscinas e praias, as mulheres só podem usar maiôs discretos.

3.Calça jeans:o jeans é proibido no país por ser tido como símbolo do imperialismo americano.

4.Fotografia: o governo controla fortemente a ideia do país e, por isso, não se pode fotografar nada sem autorização. Estrangeiros costumam ter equipamento, máquinas e celulares vasculhados ou apreendidos no país.

5.Internet: poucas pessoas de elite militar e do governo têm acesso à internet. O restante do país, incluindo os turistas, pode no máximo, acessar uma internet totalmente controlada pelo governo.

6.Religião: o país veta todas as religiões e obriga os cidadãos a cultuar os governantes como deuses. Quem for pego rezando ou com uma bíblia pode ser executado.

7.Comemorar o Natal: com o veto às religiões, fica também proibido comemorar datas religiosas, como o Natal.

8.Ficar feliz quando o país decreta luto: no aniversário da morte de Kim Il-sung, avô de Kim Jon-um e fundador da dinastia, foi estritamente proibido, por exemplo, sorrir, falar alto, beber álcool e dançar.

9.Falar com estrangeiros na rua: os turistas que visitam o país são vigiados todo o tempo e recebem orientações específicas para que não conversem com os moradores.

10.Ligar para o exterior:chips de celular são bloqueados para evitar qualquer contato com o exterior.

11.Pornografia: é considerado crime na Coreia do Norte possuir, consultar ou distribuir qualquer material de conteúdo adulto.

12.Ter o nome Kim Jong-un:o pai do atual ditador estabeleceu, em decreto assinado em 2011, que nenhuma pessoa na Coreia do Norte poderia ter o mesmo nome de seu filho.

13.Ter um parente criminoso: quando uma pessoa comete um crime, toda a família é condenada. Eles são presos e sentenciados a trabalhados forçados ou até mesmo são executados.

14.Passar em frente a uma imagem dos líderes e fazer reverência: estátuas e cartazes de membros da família Kim estão presentes em todas as tuas da capital e o regime observa de perto se todos cumprem os rituais de reverenciar os líderes.

15.Dobrar uma imagem dos líderes:Os jornais que são estatais e recheados de fotos de Kim Jong-un, não podem ser dobrados.

Mais conteúdo sobre:

MAIS NA WEB