Política

Conselho acolhe denúncia contra senadoras que ocuparam plenário

A sessão da reforma trabalhista precisou ser suspensa pelo presidente da Casa, Eunício Oliveira (PMDB-CE), na terça-feira (11), depois que senadoras da oposição ocuparam a mesa do plenário.

SUYNARA OLIVEIRA

- atualizado

Nesta quarta-feira (12), o presidente do Conselho de Ética do Senado, João Alberto (PMDB-MA) acolheu denúncia contra as senadoras da oposição Gleisi Hoffmann (PT-PR), Vanessa Grazziotin (PC do B-AM), Lídice da Mata (PSB-BA), Fátima Bezerra (PT-RN), Ângela Portela (PDT-RR) e Regina Sousa (PT-PI).

A sessão da reforma trabalhista precisou ser suspensa pelo presidente da Casa, Eunício Oliveira (PMDB-CE), na terça-feira (11), depois que senadoras da oposição ocuparam a mesa do plenário, onde fica a cadeira do senador, e se recusarem a deixar o local.

  • Foto: Facebook/Gleisi HoffmannSenadoras ocupam mesa do presidente do SenadoSenadoras ocupam mesa do presidente do Senado

De acordo com o G1, o Conselho deverá analisar o pedido de abertura de processo na próxima sessão do colegiado, que ainda não tem data marcada. Se o caso for aberto, poderão ser punidas com advertência ou censura.

Ainda na terça, uma representação contra as senadoras foi apresentada ao Conselho de Ética pelo senador José Medeiros (PSD-MT) e contou com a assinatura de 14 parlamentares.

Mais conteúdo sobre: