Política

Conselho de Ética mantém pedido de cassação de Aécio arquivado

Senador retomou o mandato essa semana após decisão do STF.

NAYRANA MEIRELES

- atualizado

O Conselho de Ética do Senado decidiu arquivar definitivamente o pedido de cassação do mandato do senador Aécio Neves (PSDB-MG). Por 11 votos a 4, o conselho derrubou nesta quinta-feira (06), um recurso que pedia a abertura de processo contra o senador tucano.

O presidente do colegiado, João Alberto (PMDB-MA), decidiu, no último dia 23, arquivar uma representação da Rede e do PSOL em desfavor de Aécio. De acordo com informações do G1, o peemedebista afirmou que não havia, no pedido dos partidos, “elementos convincentes” para processar Aécio por quebra de decoro parlamentar.

  • Foto: André Dusek/Estadão ConteúdoAécio NevesAécio Neves

Após a decisão de João Alberto, os senadores Lasier Martins (PSD-RS), Pedro Chaves (PSC-MS), João Capiberibe (PSB-AP), Antonio Carlos Valadares (PSB-SE) e José Pimentel (PT-CE) entraram com o recurso que foi derrubado nesta quinta.

Aécio Neves foi denunciado por corrupção pela Procuradoria Geral da república (PRG) e estava afastado do mandato desde o dia 18 de maio. O afastamento dele foi derrubado no último 30 de junho pelo ministro Marco Aurélio Mello.

MAIS NA WEB