Brasil

Conta de energia fica mais cara a partir de hoje em todo o Brasil

Com bandeira vermelha, os consumidores devem intensificar o uso consciente e combater o desperdício de energia elétrica.

THAIS SOUZA

- atualizado

A partir de hoje (1º) a conta de energia em todo o país fica mais cara, pois a bandeira tarifária passou a ser vermelha, patamar 2, com custo de R$ 3,50 a cada 100 kWh (quilowatts-hora) consumidos.

Conforme a Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL), o relatório do Programa Mensal de Operação (PMO) do Operador Nacional do Sistema (ONS) revelou que o valor da usina térmica mais cara em operação é de 698,14 R$/MWh, da UTE Sepé Tiaraju (RS).

A situação dos reservatórios das usinas hidrelétricas alcançou níveis preocupantes e, ainda que não haja risco de desabastecimento de energia elétrica, é preciso reforçar as ações relacionadas ao uso consciente e combate ao desperdício. As bandeiras tarifárias variam exatamente para dar esse sinal aos consumidores. O patamar 2 indica a necessidade de operar usinas térmicas mais caras para compensar a geração hidráulica inibida pela falta de chuvas.

  • Foto: Marcelo Cardoso/GP1Conta de Energia Conta de Energia

Criado pela ANEEL, o sistema de bandeiras tarifárias sinaliza o custo real da energia gerada, possibilitando aos consumidores o bom uso da energia elétrica.

Mais conteúdo sobre:

MAIS NA WEB