Economia e Negócios

Conta de luz vai ficar mais cara em outubro, diz Aneel

A bandeira tarifária vermelha eleva o adicional para R$ 3,00 em seu primeiro patamar e para R$ 3,50 no segundo patamar.

NAYRANA MEIRELES

- atualizado

O diretor-geral da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), Romeu Rufino, informou nesta sexta-feira (22) que, por conta de fracas chuvas nas regiões das hidrelétricas, o Brasil deverá ter bandeira tarifária vermelha em outubro, o que resulta na maior cobrança adicional na conta de energia.

No mês de setembro, a bandeira tarifária das contas de luz é amarela, o que significa um custo adicional de R$ 2 a cada 100 quilowatts-hora em eletricidade consumidos. A bandeira tarifária vermelha eleva o adicional para R$ 3,00 em seu primeiro patamar e para R$ 3,50 no segundo patamar.

  • Foto: DivulgaçãoBandeira tarifáriaBandeira tarifária

De acordo com informações do Uol, o diretor justificou que a mudança se dá pelo fato de que há uma escassez de chuvas no país e o período chuvoso deve ser atrasado, afetando o nível dos reservatórios das hidrelétricas e, consequentemente, levando ao uso de mais térmicas que operam a preços mais altos.

Mais conteúdo sobre: