Mundo

Coreia do Norte anuncia teste com bomba de hidrogênio

Teste provocou tremor de magnitude 6,3 no país e ocorreu poucas horas após o governo de Pyongyang inspecionar bomba.

NAYRANA MEIRELES

- atualizado

O governo da Coreia do Norte anunciou na madrugada deste domingo (05), que realizou um teste “bem-sucedido” com uma bomba de hidrogênio, que pode ser carregada em novo míssil balístico intercontinental do país.

De acordo com informações do G1, o teste nuclear provocou um tremor de magnitude 6,3 no território norte-coreano. Este é o sexto teste atômico feito por Pyongyang nos últimos anos, segundo o governo.

  • Foto: KCNA via REUTERSKim Jong-Un inspeciona suposta bomba de hidrogênio para míssilKim Jong-Un inspeciona suposta bomba de hidrogênio para míssil

Em anúncio feito pela TV estatal, o governo de Kim Jong-un disse que o teste foi um “sucesso perfeito” e representa um passo “significativo” para completar o programa de armas nucleares do país. O governo norte-coreano confirmou a realização do teste horas depois de um tremor de magnitude 6,3 ser detectado pelo Serviço Geológico dos Estados Unidos no noroeste da Coreia do Norte, região usada para testes militares.

Países condenaram testes nucleares

Estados Unidos, China, Rússia, Japão e Coreia do Sul condenaram o sexto teste nuclear com uma bomba de hidrogênio realizado pela Coreia do Norte na madrugada deste domingo (03). Os países repudiaram a nova violação das múltiplas resoluções da ONU e exigiram o fim dos programas nuclear e balístico da Coreia do Norte.

Donald Trump citou no Twitter o teste nuclear da Coreia do Norte e disse que as palavras e ações do país continuam sendo muito hostis e perigosas para os Estados Unidos. Ele ainda disse que o país se tornou uma grande ameaça e um constrangimento para a China, que está tentando ajudar, mas com pouco sucesso.

A Rússia acrescentou um apelo à calma, enquanto o presidente da Coreia do Sul, Moon Jae-In, pediu "uma punição mais forte", incluindo sanções da ONU, contra o governo vizinho. Logo após o terremoto, Tóquio confirmou se tratar de um teste nuclear.

O primeiro ministro do Japão, Shinzo Abe, disse que o novo teste nuclear foi "uma ameaça de segurança séria e imediata" que "aumenta ainda mais o perigo do regime" e "compromete seriamente a paz e a segurança no país".

Já a China, condenou 'energicamente' o novo teste nuclear realizado neste domingo pela Coreia do Norte, segundo um comunicado do Ministério de Assuntos Exteriores do país.


MAIS NA WEB