Mundo

Coreia do Norte confirma plano de atacar ilha norte-americana

Agência estatal KCNA afirma que 'diálogo sensato é impossível' com o presidente americano, Donald Trump.

NAYRANA MEIRELES

- atualizado

A Coreia do Norte confirmou nesta quinta-feira (10) que planeja disparar quatro mísseis contra a ilha americana de Guam, no Pacífico, alegando que apenas a força faz sentido para o presidente norte-americano Donald Trump.

"Um diálogo sensato é impossível com um sujeito assim, desprovido de razão, e com ele só funciona a força absoluta", escreveu a agência estatal norte-coreana KCNA, citando o general Kim Rak-gyom.

  • Foto: Carlo Allegri/Reuters/KCNA/via ReutersDonald Trump e Kim Jong SunDonald Trump e Kim Jong-Un

De acordo com informações do G1, a ameaça ocorre após os Estados Unidos advertirem os norte-coreanos na quarta-feira (09), de que o país está arriscando a sua “destruição” se continuar com o programa armamentista. Trump destacou o poder nuclear americano diante da crescente inquietação internacional, um dia depois de prometer “fogo e fúria” a Poyongyang “como o mundo nunca viu”.

"Espero que nunca tenhamos que usar esse poder", acrescentou Trump, após a sua advertência sem precedentes ao governo de Kim Jong-un, que ameaça atacar o território americano com mísseis nucleares.