Piauí

Criança encontrada na Major César vai ser levada para um abrigo

A juíza Maria Luiza de Moura Mello e Freitas determinou, por meio de medida protetiva, que o menino de 13 anos e seus três irmãos sejam afastados dos pais e levados para um abrigo.

THAIS GUIMARÃES

- atualizado

A juíza da Vara da Infância e da Adolescência, Maria Luiza de Moura Mello e Freitas, determinou nessa quarta-feira (04), por meio de medida protetiva, que o menino de 13 anos encontrado na penitenciária Major César seja encaminhado a um abrigo, junto de seus três irmãos.

  • Foto: Marcelo Cardoso/GP1Penitenciária Major César Penitenciária Major César

Em entrevista ao GP1, a juíza explicou que a decisão partiu após solicitação do Conselho Tutelar. “Foi uma medida protetiva de acolhimento das crianças, por entender que elas estão em situação de risco, vulnerabilidade social”, declarou a magistrada, que informou que a transferência já está sendo providenciada pelo Conselho Tutelar.

Ainda segundo a juíza, os pais das crianças serão citados na Justiça. “Os pais serão citados e terão prazo de 15 dias para se defender. Dependendo da justificativa as crianças serão reinseridas na família, do contrário, a gente faz uma avaliação através de equipe interdisciplinar, que procura saber se na família tem alguém que possa recebê-los, o que chamamos de família extensa, se não tiver família extensa, procura-se uma família acolhedora, porque o abrigo é apenas uma medida excepcional, somente no último caso”, esclareceu.

Entenda o caso

  • Foto: Lucas Dias/GP1Delegado Jarbas Lima Delegado Jarbas Lima

Na tarde do último domingo (01), um garoto de 13 anos foi encontrado dentro da Colônia Agrícola Major César Oliveira, no município de Altos. O menino foi encontrado despido, debaixo da cama de um dos detentos. Desde então, o caso vem sendo investigado pela Secretaria de Justiça (Sejus) do Piauí e pela Polícia Civil do Piauí, que, através do delegado Jarbas Lima, já colheu depoimentos do detento, da criança e de seus pais.