Política

Cunha fica calado durante depoimento na Operação Cui Bono

A Operação Cui Bono investiga um esquema de fraudes na Caixa Econômica Federal.

SUYNARA OLIVEIRA

- atualizado

Na manhã desta sexta-feira (14), o ex-presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), prestou depoimento na Polícia Federal (PF), em Curitiba sobre à Operação Cui Bono. O deputado cassado permaneceu em silêncio durante todo o depoimento, segundo seu advogado, Délio Lins e Silva Júnior.

A Operação Cui Bono investiga um esquema de fraudes na Caixa Econômica Federal. Cunha foi levado do Complexo Médico-Penal (CMP), em Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba, onde está preso desde o ano passado, para prestar depoimento na Superintendência da PF.

  • Foto: Theo Marques/Fotoarena/Estadão ConteúdoEduardo Cunha Eduardo Cunha

O delegado Maurício Moscardi, de Curitiba, foi o responsável por conduzir a oitiva. Entretanto, as perguntas vieram da PF de Brasília.

De acordo com o G1, as investigações que apuram o pagamento de propina em troca da liberação de empréstimos na Caixa Econômica acontecem no Distrito Federal. Além de Cunha, também são investigados o ex-ministro Geddel Vieira Lima e o doleiro Lúcio Funaro. Ambos estão presos; o ministro cumpre prisão domiciliar e Funaro está na carceragem da PF em Brasília.