Política

Defesa de Aécio pede que Gilmar Mendes seja relator de inquérito

O inquérito em questão é sobre as acusações contra o senador por causa de obras nas hidrelétricas de Santo Antônio e Jirau, no Estado de Rondônia.

SUYNARA OLIVEIRA

- atualizado

Nessa sexta-feira (30), a defesa do senador Aécio Neves (PSDB-MG) solicitou ao ministro Edson Fachin, relator da Operação Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF), que um inquérito instaurado contra o tucano, com base na delação da Odebrecht, seja redistribuído para o ministro Gilmar Mendes.

O inquérito em questão é sobre as acusações contra o senador por causa de obras nas hidrelétricas de Santo Antônio e Jirau, no Estado de Rondônia.

  • Foto: Dida Sampaio/Estadão ConteúdoAécio NevesAécio Neves

A defesa de Aécio alega que os fatos investigados não possuem nenhuma relação com os fatos apurados no âmbito da Lava Jato, da qual Fachin é relator. Ainda segundo o tucano, o inquérito em questão possui “íntima relação” com outro processo, de relatoria de Gilmar, que apura irregularidades no setor elétrico de Furnas.

De acordo com o Estadão, Gilmar já é relator de um outro inquérito instaurado contra o tucano com base na delação da Odebrecht, que foi redistribuído por determinação da presidente do STF, ministra Cármen Lúcia.

Esse inquérito em questão é sobre a acusação feita por delatores de que Aécio recebeu, em 2014, valores indevidos pelo grupo Odebrecht para a sua campanha eleitoral. O tucano nega as acusações


MAIS NA WEB