Brasil

Defesa de Rocha Loures diz que prisão é ‘desnecessária’

Rocha Loures está preso em uma cela da Polícia Federal em Brasília.

NAYRANA MEIRELES

- atualizado

O advogado do ex-deputado Rodrigo Loures (PMDB-PR), Cezar Bitencourt disse neste domingo (04), em entrevista do Fantástico, que a prisão do ex-assessor do presidente Michel Temer é “desnecessária”.

O advogado também criticou os acordos de delação premiada celebrados pelo Ministério Público e disse que o cliente não fará delação. Rocha Loures foi preso neste sábado (03) em Brasília. De acordo com o G1, ele está em uma cela de 9 metros quadrados na Superintendência da Polícia Federal no Distrito Federal.

Loures é suspeito de cometer os crimes de organização criminosa, corrupção passiva e obstrução de Justiça. Em março, ele foi flagrado pela PF recebendo em São Paulo uma mala com R$ 500 mil. Segundo delações de executivos da JBS no âmbito da Operação Lava Jato, o dinheiro era a primeira parcela de uma propina que seria paga por 20 anos.

  • Foto: Dida Sampaio/Estadão ConteúdoRocha LouresRocha Loures

A prisão foi autorizada pelo relator da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF), Edson Fachin. Na decisão, Fachin afirma considerar "imprescindível" a prisão do ex-deputado e chama de "gravíssima" a conduta do ex-assessor de Temer.

"É absolutamente desnecessária a prisão. Não foi demonstrada essa necessidade. Ele não é mais deputado, ele não é mais assessor do presidente, não tem mais o espaço, a circunstância que tinha", declarou Bitencourt "É uma antecipação da condenação. Não tem nenhum fato novo, não tem nenhum fundamento", acrescentou.