Piauí - Miguel Alves

Delegado investiga acidente que matou 6 pessoas em Miguel Alves

De acordo com o delegado, a S10 não caiu da ponte, informação que havia sido divulgada, e é pouco provável que o veículo tenha apresentado problemas mecânicos, porém a hipótese não está descartada.

THAIS SOUZA

- atualizado

O delegado Francírio Queiroz, responsável inicialmente pelas investigações sobre acidente que vitimou seis pessoas, na última quinta-feira (13), em Miguel Alves, disse em entrevista ao GP1, neste sábado (15), que não descarta a possibilidade de o veículo ter apresentado problemas mecânicos naquele dia e deverá ouvir novas testemunhas que possam ajudar a entender a dinâmica dos fatos, tendo em vista que o condutor do veículo desceu o aterro, ao lado da ponte, e o carro acabou caindo no riacho.

De acordo com o delegado, a S10 não caiu da ponte, informação que havia sido amplamente divulgada, e é pouco provável que o veículo tenha apresentado problemas mecânicos, porém a hipótese não está descartada.

  • Foto: Renata CorreiaVeículo ficou destruído Veículo ficou destruído

“Provavelmente eles morreram afogados. As causas do acidente estão sendo apuradas. O veículo passou pela ponte, chegou lá na frente, fez o retorno, voltou e desenvolveu uma velocidade, de acordo com testemunhas, baixa. Olhamos o veículo e, realmente, essa hipótese de problema mecânico é muito pouco provável, mas não é descartada. Pouco antes de chegar na ponte, o carro desceu o aterro, ele não caiu da ponte”, pontuou.

O delegado informou ainda que não há informações sobre o estado do condutor no momento do acidente e que não é possível identificar se o mesmo poderia ter ingerido bebida alcoólica. “Não temos nenhuma informação que o condutor estava sobre efeito de bebida alcoólica”, enfatizou.

As vítimas foram identificadas como José Helmo Mesquita de Sousa, motorista do veículo, a esposa, Leila Mara Sampaio Dias e Everton Mesquita Sampaio, filho do casal. Além deles, também ocupavam o carro Lucélia Sampaio Dias, de 36 anos, e as duas filhas Pamela Gabriela Dias de Sousa, de 17 anos e Evelin Kailane Dias de Sousa, de 7 anos.

Prefeitura de Miguel Alves decreta luto

O Prefeito de Miguel Alves, Oliveira Junior, através do decreto nº 17/2017, deu luto oficial de três dias em homenagem à família que morreu no acidente de carro nesta quinta-feira (13). “Considerando o terrível acidente ocorrido na tarde do dia 13 de abril (quinta-feira) da Semana Santa, seis pessoas, sendo que duas das vítimas eram funcionárias pública deste município; considerando a comoção pública vivida na cidade de Miguel Alves pelo ocorrido, decreta luto oficial por três dias", diz o decreto.

Entenda o caso

Seis pessoas morreram nesta quinta-feira (13), em um trágico acidente no município de Miguel Alves. O condutor, identificado como José Helmo Mesquita de Sousa perdeu o controle do veículo e acabou caindo no riacho. Além de José Helmo, também estavam no veículo sua esposa, Leila Mara Sampaio Dias, o filho, Everton, de 7 anos, uma cunhada, Lucelia Sampaio Dias, de 37 anos, e duas sobrinhas, Pamela Gabriela Dias, de 17 anos e Evellin Kailane, de 7 anos.

O Corpo de Bombeiros foi acionado para fazer o resgate, mas quando chegou a família já havia morrido. O carro estava com vidros fechados e as portas travadas, impedindo que as pessoas saíssem após o veículo cair no riacho. Os corpos foram velados no Município de Miguel Alves.