Política

Deolindo Moura questiona escolha de Assis para presidência do PT

"Eu não tenho medo do deputado Assis e ele não é dono e muito menos o centro do PT", disparou o vereador.

GERMANA CHAVES

- atualizado

“Eu não tenho medo dele”. A declaração partiu do vereador de Teresina, Deolindo Moura (PT) que, durante entrevista ao GP1, informou que vai pedir que seja investigado o processo eleitoral do último dia 9 de abril, que resultou na vitória do deputado federal Assis Carvalhopara presidir a executiva estadual do PT no Piauí.

  • Foto: Lucas Dias/GP1Vereador DeolindoVereador Deolindo

O parlamentar municipal explicou que vai pedir a nulidade, de pelo menos dez atas de votação que, segundo ele, teriam apresentado algum tipo de irregularidade, a exemplo de fraude em assinaturas.

“Estamos questionando algumas atas. Estamos entrando internamente com pedido de nulidade destas atas que, não mudam o resultado da eleição, mas alteram a composição da executiva do partido. Eu não tenho medo do deputado Assis e ele não é dono e muito menos o centro do PT. Só peço que Deus o abençoe”, destacou o vereador.

  • Foto: Lucas Dias/GP1Assis CarvalhoAssis Carvalho

Deolindo Moura também deu outros exemplos de irregularidades que teriam sido praticadas durante o processo de escolha que levou a vitória de Assis Carvalho.

“Em Campo Maior nós estamos questionando o resultado estadual. Lá, a urna estava em cima de uma mesa e todos poderiam ver em quem votavam. Eleição do PT é secreta. Tivemos municípios que não tiveram eleição, mas lá apareceram votos. Não vamos tirar a significância da maioria de votos do Assis, mas, estamos questionando e isso é direito que cabe a nós. Por mais que o deputado Assis esteja provando aquilo que já foi profetizado, que ele vai buscar de todas as formas me expulsar do partido por questões pessoais, eu quero que Deus o abençoe. Ele não quer ter pessoas que sejam contrárias a visão dele. Ele manda e todo mundo tem que obedecer”, disparou Deolindo.

Mais conteúdo sobre:

MAIS NA WEB