Política

Deputado Assis Carvalho diz que condenação de Lula é injusta

“Expresso minha solidariedade, apoio e confiança ao nosso líder Lula, condenado, sem nenhuma prova, pelo parcial juiz Sérgio Moro”, disse o petista.

BRUNNO SUÊNIO

- atualizado

O deputado federal Assis Carvalho (PT) se manifestou, através da sua página no Facebook, sobre a condenação do ex-presidente Lula a 9 anos e 6 meses de prisão pelo juiz federal Sérgio Moro, nesta quarta-feira (12).

“Expresso minha solidariedade, apoio e confiança ao nosso líder Lula, condenado, sem nenhuma prova, pelo parcial juiz Sérgio Moro”, escreveu o petista.

  • Foto: Marcelo Cardoso/GP1Deputado Assis Carvalho Deputado Assis Carvalho

Para o parlamentar, a condenação é injusta e resultado de uma série de ações caracterizadas pela parcialidade e seletividade, que está baseada em convicções e não em provas, para a qual não foi considerado o testemunho de dezenas de pessoas que inocentaram Lula, nem a documentação que comprova que o triplex pertencia à OAS e foi dado em garantia a Caixa Econômica Federal.

“Não podemos aceitar justiçamento - que não é justiça, é justiçamento porque usa dois pesos e duas medidas: que tem mão leve diante da materialidade do crime de Aécio, Rocha Loures, Temer e que tem uma mão pesada quanto à denúncia vazia e sem provas contra Lula”, criticou.

Confira abaixo o posicionamento do deputado na íntegra

LULA, EU CONFIO

Expresso minha solidariedade, apoio e confiança ao nosso líder Lula, condenado, SEM NENHUMA PROVA, pelo parcial juiz Sérgio Moro.

Essa decisão profundamente injusta é resultado de uma série de ações caracterizadas pela parcialidade e seletividade, que está baseada em convicções e não em provas, para a qual não foi considerado o testemunho de dezenas de pessoas que inocentaram Lula, nem a documentação que comprova que o triplex pertencia à OAS e foi dado em garantia a Caixa Econômica Federal.

Não podemos aceitar justiçamento - que não é justiça. é justiçamento porque usa dois pesos e duas medidas: que tem mão leve diante da materialidade do crime de Aécio, Rocha Loures, Temer. E que tem uma mão pesada quanto à denúncia vazia e sem provas contra Lula.

Lula foi o melhor presidente que o Brasil já teve, é um líder referência internacional pelas políticas de inclusão social e desenvolvimento econômico que implantou no Brasil. A forte possibilidade de uma terceira eleição de Lula à presidência do Brasil assusta a classe dominante, que teve seus interesses políticos e econômicos contrariados. E por isso, querem impedi-lo, nessa perseguição vergonhosa.

Não há provas contra Lula. Ele não está inelegível. Esta é uma decisão monocrática, de primeira instância. Cabe recurso. Lula vai recorrer.

O povo deve se manifestar contra essa grande injustiça. Só o povo da rua pode nos fazer reconquistar o estado de direito no Brasil.

Condenação

O ex-presidente Lula foi condenado pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro em ação penal que envolve o caso da compra e reforma de um apartamento triplex em Guarujá, no litoral de São Paulo.

Também foram condenados Léo Pinheiro, ex-presidente da OAS (10 anos de 8 meses de prisão) e Agenor Franklin Magalhães Medeiros, ex-executivo da OAS (6 anos de prisão). Paulo Gordilho (arquiteto e ex-executivo da OAS), Paulo Okamotto (presidente do Instituto Lula), Fábio Hori Yonamine (ex-presidente da OAS Investimentos) e Roberto Moreira Ferreira, ligado à OAS foram absolvidos.

Mais conteúdo sobre:

MAIS NA WEB