Política

Deputado João de Deus diz que eleição da APPM é suprapartidária

"Sabemos que uma eleição mesmo de consenso sempre deixa arranhões, porque sempre tem alguém que não fica satisfeito, imagina se não tiver uma unidade", disse o líder.

GERMANA CHAVES

O líder do Governo na Assembleia Legislativa do Piauí, o deputado João de Deus (PT), disse que independente de haver consenso ou não na disputa pela presidência da Associação da Piauiense de Municípios (APPM), o Partido dos Trabalhadores não vai se envolver. Hoje existe um impasse quanto ao assunto, pois o PT conta com dois candidatos ao cargo, os prefeitos de Altos e São João do Piauí, Patrícia Leal e Gil Carlos, respectivamente.

João de Deus revelou que em outubro foi realizada uma reunião para pedir diálogo entre os prefeitos eleitos do partido, sobretudo, dos dois que estão dispostos a disputar o comando da Associação.

  • Foto: Lucas Dias/GP1João de DeusJoão de Deus

“Nesse encontro com os prefeitos o partido pediu diálogo para que se chegasse a um consenso. Mas, foi deixado claro que o PT não vai se envolver nessa disputa, até porque eleição da APPM é uma coisa suprapartidária. Sabemos que uma eleição mesmo de consenso sempre deixa arranhões, porque sempre tem alguém que não fica satisfeito, imagina se não tiver uma unidade. Mas, chegando ou não nesse entendimento, mesmo assim, o partido não vai interferir”, disse o deputado.

João de Deus destacou a distância da eleição, que será realizada em 06 de janeiro de 2017, e acredita que há tempo hábil para que possa se chegar a um único candidato do Partido dos Trabalhadores na disputa. “Mas, a eleição ainda está longe, por isso, acho que eles vão dialogar e chegar a um entendimento entre eles. Acredito nisso”, falou.


Link do texto:

Deputado João de Deus diz que eleição da APPM é suprapartidária
http://www.gp1.com.br/noticias/deputado-joao-de-deus-diz-que-eleicao-da-appm-e-suprapartidaria-404199.html

© 2007-2016 GP1 - O Primeiro Grande Portal do Piauí. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.