Piauí - Picos

Deputado Júlio César justifica voto em favor de Michel Temer

Parlamentar disse que seu voto não ao prosseguimento da denúncia contra o presidente Temer foi pensando no Brasil.

JOSÉ MARIA BARROS

Odeputado federal Júlio César (PSD) justificou na última sexta-feira, 4, em Picos, o seu voto contrário ao prosseguimento da denúncia contra o presidente da República Michel Temer (PMDB). O parlamentar disse que na sessão da Câmara da última quarta-feira, 2, tomou aquela decisão pensando no Brasil.

“Eu tive que tomar uma decisão de sim ou não! Eu fui pensar primeiro no Brasil! Eu votei muito mais pelo Brasil do que pelo presidente Temer. A situação do país é insustentável, já esteve muito pior. Durante esses meses que ele [Temer] está no comando do governo, algumas coisas melhoraram e outras começaram a melhor” – justificou o deputado Júlio César.

  • Foto: José Maria Barros/GP1Deputado Júlio César justifica voto em favor do presidenteDeputado Júlio César justifica voto em favor do presidente

Segundo o parlamentar, a interrupção do mandato de Temer, criticado por uns e defendido por outros, poderia interromper esse ciclo de crescimento iniciado há pouco tempo dos indicadores econômicos e sociais do país. E citou alguns exemplos, como controle da inflação, aumento dos investimentos, queda dos juros e da taxa de desemprego que chegou a 14% e dá sinais de queda.

“Então, nós votamos muito mais pelo Brasil do que pelo presidente Temer” – reafirmou o deputado Júlio César, que participou na última sexta-feira, 4, de encontro com prefeitos da região de Picos para tratar sobre o fortalecimento do municipalismo.

  • Foto: José Maria Barros/GP1Deputado Júlio César participa de encontro municipalista em PicosDeputado Júlio César participa de encontro municipalista em Picos

Emendas

Em relação às denúncias de que o governo federal havia liberado emendas aos parlamentares para votarem contra o prosseguimento do processo de investigação, Júlio César negou. Ele argumentou que isso foi uma colocação errada colocada por alguns setores da imprensa para confundir a opinião pública.

Júlio César disse ainda que todos os deputados receberam emendas, inclusive os que votaram pelo prosseguimento da denúncia contra o presidente Temer. Isso em razão de que as emendas são impositivas e qualquer que seja o presidente tem que liberar, independente do posicionamento político partidário de cada parlamentar.

Mais conteúdo sobre: