Brasil

Dilma lamenta rejeição da denúncia contra Temer no Twitter

Para Dilma, deputados que salvaram o peemedebista são os mesmo que ‘iniciaram a fraude do impeachment’.

NAYRANA MEIRELES

- atualizado

A ex-presidente Dilma Rousseff lamentou nesta quinta-feira (03), no Twitter, arejeição da denúncia contra o presidente Michel Temer. Dilma disse ainda que o governo sofre influência do deputado cassado Eduardo Cunha (PMDB-RJ).

Os deputados analisaram nesta quarta-feira (02), a denúncia da Procuradoria Geral da República (PGR), contra Michel Temer, pelo crime de corrupção passiva e rejeitaram o prosseguimento do processo para o Supremo Tribunal Federal (STF), por 263 votos a 227.

"Saúdo os deputados e deputadas que estiveram ao lado da legalidade e da justiça e não traíram a democracia e a nação brasileira. Resta-nos continuar lutando contra a pauta regressiva dos golpistas que serão julgados pela história e condenados pelo voto popular", publicou a ex-presidente no Twitter.

  • Foto: Lula Marques/Agência PTTemer e DilmaTemer e Dilma

De acordo com informações do G1, Dilma citou ainda o senador Renan Calheiros (PMDB-AL), que faz oposição a Temer, para afirmar que o governo de Temer é influenciado por Cunha. “Os deputados que agora salvaram Temer são os mesmos que elegeram Eduardo Cunha para a presidência da Câmara”, afirmou.

MAIS NA WEB