Política

Disputa pela presidência da APPM causa mal-estar no PT

A presidente do PT no Piauí, senadora Regina Sousa disse ao GP1, que o partido não vai se envolver nessa disputa e que caberá aos gestores tentar buscar um consenso.

GERMANA CHAVES

A disputa pela presidência da Associação Piauiense de Municípios (APPM) está causando um verdadeiro mal-estar dentro do Partido dos Trabalhadores (PT) já que dois prefeitos do partido, Gil Carlos e Patrícia Leal, de São João do Piauí e Altos, respectivamente, estão na disputa. Os dois têm reafirmado que irão se manter até a data da eleição que ocorrerá em janeiro.

  • Foto: Lucas Dias/GP1Patrícia Leal e Gil Carlos Patrícia Leal e Gil Carlos

Gil Carlos, que conta com o apoio da secretária Rejane Dias (PT), tem conseguido articular apoios de vários prefeitos. O mesmo tem feito Patrícia Leal que, assim como o oponente, conta com um apoiador de peso, o deputado federal Assis Carvalho (PT).

A presidente do PT no Piauí, senadora Regina Sousa disse ao GP1, que o partido não vai se envolver nessa disputa e que caberá aos gestores tentar buscar um consenso. No entanto, a petista admitiu que o mais salutar para a legenda seria o consenso entre Patrícia Leal e Gil Carlos. O mesmo posicionamento tem adotado o governador Wellington Dias, que deixou claro que não vai interferir na questão.

Mais conteúdo sobre: