Mundo

Donald Trump zera verba contra aquecimento global

Plano do presidente americano para 2018 também retira recursos de programas de ajuda internacional.

NAYRANA MEIRELES

- atualizado

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, apresentou proposta orçamentária nesta quinta-feira (16), que retira programas de ajuda internacional, combate ao aquecimento global e iniciativas que beneficiavam americanos pobres dos planos do governo e dá prioridade ao aumento de gastos militares e de segurança interna.

“Nós não vamos mais gastar dinheiro nisso”, disse o chefe do Gabinete de Gestão e Orçamento da Casa Branca, Mick Mulvaney, em relação às mudanças climáticas. “Achamos que isso é um desperdício de dinheiro.” A principal decisão nessa área é o fim das contribuições dos EUA para o Fundo Verde para o Clima, criado pelo Acordo de Paris com o objetivo de financiar iniciativas de mitigação e adaptação de países em desenvolvimento aos efeitos do aquecimento global.

  • Foto: AFPDonald TrumpDonald Trump

De acordo com informações doEstadão, os Estados Unidos haviam se comprometido com uma contribuição de US$ 3 bilhões, dos quais desembolsaram US$ 1 bilhão pago pela gestão de Barack Obama poucos dias antes da posse de Trump.  Além de anunciar que não tem intenção de entregar os US$ 2 bilhões restantes, o presidente decidiu acabar com a Iniciativa de Mudança Climática, um programa de US$ 350 milhões conduzido pelo Departamento de Estado para financiar investimentos em energia renovável em outros países.

“Temos o único chefe de Estado em todo o mundo que nega o aquecimento global”, disse John Coequyt, diretor do Programa Global de Clima do Sierra Club, uma das principais entidades ambientais americanas. Ele acredita que os EUA permanecerão no Acordo de Paris, mas perderão a liderança global na área. “China, Índia, União Europeia e outros países estão se movendo rapidamente para assumir esse papel.”

Mais conteúdo sobre:

MAIS NA WEB