Política

Elmano Férrer apoia decisão do PMDB de cancelar convenção

Essa convenção seria realizada para atender a um pedido do vice-presidente do partido e ex-ministro João Henrique Sousa, que tem o desejo de disputar o governo.

BÁRBARA RODRIGUES E THAIS GUIMARÃES

- atualizado

O senador Elmano Férrer (PMDB) apoiou a decisão do partido de cancelar a realização da convenção extraordinária que aconteceria em janeiro do próximo ano. Essa convenção seria realizada para atender a um pedido do vice-presidente do partido e ex-ministro João Henrique Sousa, que tem o desejo de disputar o governo.

Atualmente o PMDBé da base do governo de Wellington Dias (PT), mas o ex-ministro defende que o partido saia da base governista e lance um candidato para a chapa majoritária em 2018. A posição de João Henrique tem dividido membros do partido e por isso ele solicitou a realização de uma convenção com o objetivo de ouvir todos os membros do partido sobre que caminho seguir na próxima eleição.

  • Foto: Marcelo Cardoso/GP1Senador Elmano Ferrer Senador Elmano Ferrer

Em reunião realizada nesta segunda-feira (2), membros da executiva estadual decidiram pela não realização da convenção extraordinária em janeiro, mas apenas a convenção de julho, que é quando a acontece a homologação das candidaturas. Elmano Férrer afirmou ao GP1 que essa foi a melhor solução para o partido.

“Achei prudente, inclusive cheguei atrasado à reunião e eu achei que foi uma boa saída, porque ninguém pode antecipar os fatos. Eu acredito que vamos ter grandes mudanças e transformações até as eleições. Acho que tem que ter prudência, temos grandes desafios a acontecer e vamos aguardar”, destacou.

Ele disse acreditar que os membros do partido vão conseguir chegar a um consenso. “Vamos lutar para isso. Eu pelo menos vou trabalhar nesse sentido”, finalizou o senador Elmano Férrer.

MAIS NA WEB