Piauí - Picos

Engenheiros de Picos querem lançar candidato a presidente do Crea

Associação Profissional dos Engenheiros de Picos (Aspenp) inicia articulação visando às eleições para o Crea estadual.

JOSÉ MARIA BARROS

Em virtude do descaso da atual diretoria do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Piauí (CREA-PI) em relação ao interior, a Associação Profissional dos Engenheiros de Picos (Aspenp), pretende lançar um candidato a presidente nas próximas eleições.

Segundo o engenheiro civil Francisco das Chagas de Sousa (Chaguinha), a categoria se reuniu na última sexta-feira, 11, para participar da eleição do conselho federal do CREA. Na oportunidade, a região de Picos apresentou a segunda maior votação, ficando atrás apenas da capital, Teresina.

  • Foto: José Maria Barros/GP1Engenheiro Francisco das Chagas de SousaEngenheiro Francisco das Chagas de Sousa

“Essa nossa representatividade nos credencia a termos um candidato a presidente do Crea Estadual nas próximas eleições. Acreditamos que desta forma teremos mais forças e melhores condições de termos os pleitos da categoria atendidos” – pontua Chaguinha.

Ele enfatiza que a região de Picos tem cerca de 25% da votação no estado do Piauí e, portanto, se habilita a ter um candidato a presidente, a exemplo do que aconteceu no Pernambuco. Lá, o Crea elegeu um representante da cidade de Araripina, que, proporcionalmente, tem uma menor representação do que esta região.

A eleição para renovação da diretoria do Crea-Piauí somente acontecerá em novembro do próximo ano. No entanto, os profissionais associados a Aspenp já estão articulando desde agora, pois a intenção é de que o novo presidente seja da região de Picos.


Link do texto:

Engenheiros de Picos querem lançar candidato a presidente do Crea
http://www.gp1.com.br/noticias/engenheiros-de-picos-querem-lancar-candidato-a-presidente-do-crea-404450.html

© 2007-2016 GP1 - O Primeiro Grande Portal do Piauí. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.