Entretenimento

Estreia do programa Emergência 24 Horas dobra a audiência da Band

Antes, o horário era ocupado na emissora dos Saad com a exibição de filmes e dava 3 pontos.

do GP1
OFuxico

- atualizado

Na terça-feira (14), mais uma atração estreou na Band, como parte da nova programação da emissora. Trata-se do doc-reality E24, que mostra o dia-a-dia nos hospitais e resgates do Corpo de Bombeiros, em São Paulo.

No quesito audiência, a atração parece ter agradado ao público. Exibido na faixa das 22h30 às 23h30, o E24 dobrou os índices da emissora no horário, dando 7 pontos de média e 9 de pico, segundo o Ibope consolidado na Grande São Paulo. O resultado garantiu o terceiro lugar para a Band - no mesmo horário, o SBT ficou em quarto lugar, com 4 pontos.

Antes, o horário era ocupado na emissora dos Saad com a exibição de filmes e dava 3 pontos.

A atração, que mostra , na íntegra, como trabalham os profissionais que vivem no limite, lutando para salvar vidas, já é sucesso em diversos países, como Itália, Espanha, Chile e Argentina. No Brasil, chega como resultado de uma parceria (co-produção) da Band com a Cuatro Cabezas, mesma produtora do CQC.

Sobre o E24

Dentro dos hospitais, a equipe do E24 acompanha a ação dos médicos e enfermeiros nas salas e corredores diante das emergências que não param de chegar. Fora, ao lado das ambulâncias e bombeiros, as câmeras registram os paramédicos na luta pela vida. Nos dois casos, a competência é fundamental e cada minuto é precioso.

“O programa conta essas histórias através de uma estética diferenciada, numa abordagem de realidade que se aproxima do documentário”, diz Elisabetta Zenatti, diretora artística e de produção da Band.

 


Link do texto:

Estreia do programa Emergência 24 Horas dobra a audiência da Band
http://www.gp1.com.br/noticias/estreia-do-programa-emergencia-24-horas-dobra-a-audiencia-da-band-73962.html

© 2007-2016 GP1 - O Primeiro Grande Portal do Piauí. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.