Política

Fábio Novo solicita Plano de Cargos e Salários a Wellington Dias

O governador afirmou que o projeto já estava sendo pensado, mas por conta da queda de receitas, não foi possível.

ANDREIA SOARES

Durante a reabertura da Biblioteca Pública Cromwell de Carvalho, localizada no Centro de Teresina, próximo à Praça do Fripisa, o secretário estadual de Cultura, Fábio Novo (PT), solicitou ao governador do Piauí, Wellington Dias (PT), a implementação do Plano de Cargos, Carreiras e Salários para os servidores públicos da Secretaria Estadual de Cultura (Secult). 

“Quero aproveitar para solicitar ao governador, que implemente o Plano de Cargos e Salários para esses servidores [da Cultura] que nunca fizeram greve, em meio à crise e a tantas greves de servidores, e que além disso, estão sempre empenhados para o trabalho, como nessa semana, que em apenas um dia, teve cinco eventos e todos se disponibilizaram de prontidão”, ressaltou Fábio Novo.

  • Foto: Lucas Dias/GP1Fábio NovoFábio Novo

Em resposta, o governador Wellington Dias afirmou que esse projeto já estava sendo pensando para os meses de novembro e dezembro, mas por conta da queda de receitas, não foi possível. “Estávamos com esse projeto em mente, não só para a área da cultura, mas também da educação e de tantas outras. Estamos trabalhando com a coerência para aumentar não apenas o salário, mas também as formas de ascensão”, esclareceu. 

  • Foto: Lucas Dias/GP1Governador Wellington DiasGovernador Wellington Dias

Algumas categorias que já possuem o Plano de Cargos e Salários são os servidores da Saúde, do Departamento Estadual de Estradas de Rodagens (DER-PI) e da Defensoria Pública do Estado do Piauí (DPE-PI).
 

Mais conteúdo sobre:

Link do texto:

Fábio Novo solicita Plano de Cargos e Salários a Wellington Dias
http://www.gp1.com.br/noticias/fabio-novo-solicita-plano-de-cargos-e-salarios-a-wellington-dias-404791.html

© 2007-2016 GP1 - O Primeiro Grande Portal do Piauí. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.