Política

Fachin manda soltar ex-deputado Rodrigo Rocha Loures

Fachin determinou que Rocha Loures use tornozeleira eletrônica e que permaneça em casa à noite (de 20h às 6h), finais de semana e feriados.

SUYNARA OLIVEIRA

- atualizado

Nesta sexta-feira (30), o minstro do Supremo Tribunal Federal (STF), Edson Fachin determinou a liberdade do ex-deputado e ex-assessor especial de Michel Temer, Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR).

Fachin determinou que Rocha Loures use tornozeleira eletrônica e permaneça em casa à noite (de 20h às 6h), finais de semana e feriados. Loures também está proibido de manter contato com outros investigados e de deixar o país, devendo se apresentar à Justiça sempre que requisitado.

  • Foto: Dida Sampaio/Estadão ConteúdoRocha LouresRocha Loures

Rocha Loures foi preso no começo de junho depois de perder o mandato de deputado, a pedido da Procuradoria-Geral da República, em razão das delações de executivos da JBS.

Segundo o procurador-geral, Rodrigo Janot, Rocha Loures deveria ser preso para não prejudicar às investigações e não cometer novos crimes.

Em março, a PF flagrou Rocha Loures recebendo uma mala com R$ 500 mil em São Paulo e segundo delações de executivos da JBS, no âmbito da Lava Jato, o valor seria dinheiro de propina. Rocha Loures foi denunciado junto com o presidente Michel Temer por corrupção passiva.


MAIS NA WEB