Mundo

FBI investiga interferência da Rússia em campanha nos EUA

Essa foi a primeira vez que o FBI admitiu essa investigação.

SUYNARA OLIVEIRA

- atualizado

Nesta segunda (20), James Comey, diretor da Polícia Federal americana (FBI) disse que a agência está investigando se a Rússia interferiu de alguma maneira na campanha presidencial norte-americana do ano passado. Essa foi a primeira vez que o FBI admitiu essa investigação.

Durante a abertura de uma audiência sobre o envolvimento da Rússia nas eleições de 2016, Comey afirmou que o FBI "está investigando os esforços do governo russo para interferir na eleição presidencial de 2016".

Serão investigados “a natureza dos laços entre indivíduos associados à campanha de Trump e o governo russo e se houve alguma coordenação entre a campanha e os esforços da Rússia", declarou Comey.

  • Foto: Alexei Druzhinin/Sputnik, Kremlin Pool Photo via APPresidente da Rússia, Vladimir PutinPresidente da Rússia, Vladimir Putin

De acordo com o G1,a declaração de Comey confirmou informações divulgadas pela imprensa americana segundo as quais o FBI investigava a explosiva acusação de que a surpreendente vitória de Trump sobre a democrata Hillary Clinton, em novembro, contou com a ajuda da Rússia.

Em janeiro, as agências americanas de inteligência concluíram que o presidente russo, Vladimir Putin, esteve por trás das tentativas de interferência. Mas não haviam comentado publicamente se estavam sendo examinados os laços entre os integrantes da campanha de Trump e funcionários russos.